Semana começa cedo para o Tricolor

Para se reabilitar na Copa Bridgestone Libertadores e aproveitar o embalo pela goleada sobre o Audax (4 x 0), o jogadores são-paulinos acordaram cedo nesta segunda-feira (23) e já iniciaram os preparativos para o importante duelo com o Danubio-URU na próxima quarta (25), no Morumbi, válido pela segunda rodada do torneio internacional.

Após descansarem no último domingo (22), os atletas estão com disposição de sobra para conquistar um resultado positivo diante da torcida tricolor e, assim, manter a briga por uma vaga na próxima fase da competição. De acordo com o Rogério Ceni, ciente da necessidade de pontuar na capital paulista, o São Paulo tem que pressionar os uruguaios desde os instantes iniciais.

“Imagino um jogo em que temos de agredir o adversário para deixá-lo acuado e se defendendo. Uma obrigação que a gente tem é tentar encurralar o máximo possível até bater, bater, bater e conseguir fazer o gol”, avaliou o goleiro e capitão são-paulino, que completou.

“Entre ganhar e perder, sempre tem um lado comportamental de todos. Ele muda bastante com uma vitória. Agora, o jogo importante, a competição mais importante, no momento, é a Libertadores. O próximo jogo é de Libertadores. Então, para ter tranquilidade e bom ambiente, a gente precisa da vitória na Libertadores, na quarta-feira”, opinou o M1TO.

Até a bola rolar no Morumbi, o técnico Muricy Ramalho terá dois dias de intensas atividades no Centro de Treinamento da Barra Funda. Nesta segunda e na próxima terça, o elenco são-paulino trabalhará de olho no Danubio, que estreou com derrota – 2 a 1 para o San Lorenzo-ARG -, mas mostrou que tem condições de dificultar a vida do Tricolor.

“A gente conhece o jogador uruguaio, a força, a raça. A gente espera um jogo complicado, difícil. Não tem adversário fácil nesta competição. Temos que nos reabilitar o mais rápido possível. Temos que fazer três pontos na quarta-feira para daí ter um tempinho até o jogo contra o San Lorenzo, que vai ser uma final para a gente”, afirmou Rogério, que acrescentou.

“Vai ser como se fosse eliminatório, uma fase de mata-mata antes da hora. Quem fizer mais pontos entre São Paulo e San Lorenzo, em vencendo esse jogo contra o Danubio, consegue dar uma respirada na competição”, finalizou o camisa 01.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*