Sem time definido, São Paulo troca escalação em todos jogos do ano

Qual é a formação titular do São Paulo em 2015? Até o momento, o torcedor não sabe. A equipe do técnico Muricy Ramalho foi alterada nas oito partidas da temporada (veja todas abaixo). Foram dois amistosos, cinco rodadas no Paulistão e a estreia na Taça Libertadores, contra o Corinthians, na última quarta-feira.

Na derrota por 2 a 0 no Majestoso, a mudança de Muricy foi com Michel Bastos. Destaque do time no início da temporada na meia, como substituto de Kaká, o jogador atuou como lateral-esquerdo pela primeira vez em 2015. No segundo tempo, o comandante recolocou o atleta na sua posição original, mas a mudança não surtiu efeito.

– Queríamos um time mais ofensivo com o Michel na lateral. Precisava trazer ele um pouco para trás. Tivemos muitos problemas por esse lado contra o Santos (no clássico sem gols do dia 11). Por isso, colocamos muita gente no meio de campo para dar liberdade a ele – explicou o técnico.

O próprio Michel Bastos se colocou à disposição do treinador para atuar onde ele preferir, mas admitiu que é necessário melhorar muito para a sequência do ano.

– O Muricy achou melhor me colocar ali para ter um volante a mais e preencher o meio de campo. Sempre queremos atuar na nossa posição, mas estou aqui para ajudar – disse o camisa 7.

A pedido do treinador, o Tricolor contratou Dória, Bruno, Carlinhos, Centurión, Thiago Mendes, Daniel (lesionado), Breno (retornando) e Cafu – Wesley está acertado, mas não foi oficializado. O time manteve a base de 2014, com as exceções de Kaká, Osvaldo, Alvaro Pereira, que deixaram o clube.

– Sem profundidade, a gente não cria nada. Não adianta ter posse de bola. Precisava agredir mais. Foi difícil. Nesse tipo de jogo, se você não arma a jogada, fica difícil – analisou Luis Fabiano, depois da derrota no Majestoso.

Atrás de um padrão, o São Paulo volta a campo no sábado, contra o Audax, no Morumbi. Pela Libertadores, também em casa, a equipe recebe o Danubio, do Uruguai, na outra quarta-feira.

As escalações do São Paulo em 2015 (Foto: Arte)

 

 

Fonte: Globo Esporte

7 comentários em “Sem time definido, São Paulo troca escalação em todos jogos do ano

  1. solução é o cuca!!! ele montou o supertime de 2005 que durou até 2008, e o muriçoca ganhou 3 brasileiros com o 3-5-2 do cuca!! Ele montou também o Atletico campeao libertadores ano retrasado (ou um ano antes).
    Eh mercenario, mas sabe montar times.

  2. essa é a maior verdade que já ouvi sobre o ´work man` – boleiro, c/ enormes dificuldades intelectuais p/ os novo tempos e ainda por cima arrogante.

  3. Como ouvi o repórter do ESPN falar ontem, o Murici é boleiro, o Tite é profissional… não tiro os méritos do Murici pois ele é experiente, mas acredito que falte um pouco de estudo.

  4. Nosso treinador é fraco. De tecnico ele não tem nada. Levou um baile do Tite. Nossa Diretoria precisa acordar e trazer um bom Técnico de fora. No País só o Luxemburgo entende de estratégia. Elenco nós temos, mas ……..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*