Sem ter a solução, Muricy tem uma semana para fazer Tricolor renascer

Uma semana. Esse é o tempo que Muricy Ramalho tem para reconstruir o São Paulo que, em mais um teste na temporada, voltou a decepcionar e perdeu para o Palmeiras por 3 a 0. Mais do que o resultado, o que preocupa a todos no Morumbi é que o tempo vai passando, e o time não consegue dar sinais de reação. No domingo, o time enfrenta o Linense, pelo Paulistão, mas deverá escalar reservas. O foco todo está no compromisso contra o San Lorenzo, quarta que vem, pela Taça Libertadores.

A má fase vem de longe: desde 18 de fevereiro, quando o time estreou na Libertadores perdendo por 2 a 0 para o Corinthians, tomando um gol muito cedo e com o time desorganizado, assistindo ao adversário jogar. Um mês se passou e, diante de outro rival, o script foi praticamente o mesmo, ainda acrescido de duas expulsões (Rafael Toloi e Michel Bastos).

A cada coletiva, Muricy dá claros sinais de que não sabe mais o que fazer para o time reagir.

– Não pode continuar assim. O nosso time não pode continuar jogando o que está jogando. Não tivemos uma boa partida neste ano. Contra o San Lorenzo, fomos competitivos, mas não foi bom. O time deles veio só para defender. Nós brigamos até o fim, mas é muito pouco para um time do tamanho do São Paulo. A equipe está jogando mal, e o técnico é responsável – afirmou o treinador na coletiva após derrota no Choque-Rei, com semblante muito abatido, que não é comum para quem acompanha o trabalho do treinador.

Outro fator que atrapalha é que as principais peças do time não funcionam. Rogério Ceni tem cometido falhas, Ganso caiu muito de rendimento, assim como Michel Bastos. Luis Fabiano está machucado. Somente Alexandre Pato consegue manter um bom nível na temporada. Os laterais contratados não se encaixaram no time, assim como o miolo de zaga, que não consegue estabilidade.

É pouco provável que haja alguma mudança até 22 de abril, dia do duelo contra o Corinthians, pela Libertadores, que fecha a fase de grupos. Mas o cenário tricolor, neste momento, é muito ruim, o que traz muita surpresa já que, há três meses, o time terminava o Brasileiro como vice-campeão.

 

Fonte: Globo Esporte

8 comentários em “Sem ter a solução, Muricy tem uma semana para fazer Tricolor renascer

  1. Murici é fácil para você resolver a situação, é fazer o que você fala que faz. Analise o G.P.S. dos últimos jogos e identifique os que estão fazendo corpo mole dai substitua os folgados, doa a quem doer. O time esta necessitando de sangue novo. Não esqueça de mandar multar os que estão de corpo mole, estão transgredindo o contrato, não estão correndo o que se propuseram quando fizeram a pedida contratual.

  2. “A cada coletiva, Murici da claros sinais de que não sabe o que fazer para o time reagir”: perfeito! Eu sei! Peça a conta e se retire à francesa….

      • Caros confrades, entendo perfeitamente e apoio, todavia, só de pensar que com a saída dele hoje, teremos que aguentar por um período (crítico por sinal) o tal do Milton Cruz no banco, me dá arrepios, sem contar que nem imagino hoje um nome para substituí-lo.
        A meu ver, SMJ a melhor coisa na atual conjuntura, seria obriga-lo a voltar a fazer a única coisa que ele sabe, ou sabia, montar um 3x5x2, esquecer o Ganso (a meu ver juntamente com RC um dos problemas do grupo) e voltar a jogar por um gol.
        Talvez possa se pensar em mudança para o Brasileirão.

        • Dá pra concordar com você, pois é o que temos neste momento. Resta-nos torcer para a volta do imponderável à favor, com uma forcinha das bolas alçadas na área. Pra isso, precisa colocar o LF e o Kardec juntos (e ele, Murici, gosta; basta assumir).

          • Caro Paulo, perfeito, basta que ele assuma esta postura e nem precisa se cansar muito, basta que treine cruzamentos.
            Isto é, que ele volte as origens, fechadinho por um gol, hoje é que lhe resta, antigamente ainda tinha o RC sendo artilheiro com faltas e pênaltis, hoje nem isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*