Sem preparo ideal, Juan sofre mais em recomeço no São Paulo

Juvenal Juvêncio elogiou a forma “impecável” como Juan se reapresentou ao elenco do São Paulo, mas a verdade é que o condicionamento físico do lateral esquerdo de 31 anos, que ficou quase um semestre encostado em Cotia, está aquém do ideal. Não à toa: embora viesse treinando separadamente no CT das divisões de base, ele não atua desde dezembro.

“Isso faz falta. Para um atleta profissional, é essencial ter ritmo”, reconhece o preparador físico Alexandre Lopes, elogiando-o em seguida. “Mas é um jogador experiente, que se dedica. Sempre tive feedback de que os treinos dele estavam sendo intensos. Isso é da índole e do profissionalismo dele”.

Juan não atua desde a última rodada do Campeonato Brasileiro passado, em 1º de dezembro, na vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Palmeiras. Depois disso, ao retornar de empréstimo, no início desta temporada, foi encostado porque o time já teria Cortez e Thiago Carleto, este sim reaproveitado após defender o Fluminense.

SPFC – Site Oficial

No início da temporada, lateral esquerdo treinou separadamente do elenco tricolor principal

Com contrato até o fim do ano, ele então passou a treinar sob orientação da comissão técnica do sub-20, em Cotia. Nos períodos livres, por ser sócio do clube, fazia proveito das dependências do Morumbi, principalmente para jogar futevôlei. Uma rotina cômoda, mas forçada por não haver espaço no time de Ney Franco e pelo fato de não encontrar outro clube que arcasse com seu salário.

 

No fim de semana, quando reincorporado ao grupo principal em razão do afastamento de Cortez, Juan disse estar “bem” ao site do clube, mas fez ressalva. “É lógico que agora, junto com o grupo, é que sentirei exatamente em qual condição me encontro”.

Os primeiros dias de trabalho mostraram Juan se cansando mais rapidamente do que os outros. “Alguns jogadores têm resquício dos treinos anteriores e sentem mais quando o volume de treino no dia anterior é um pouco maior”, explica o preparador físico são-paulino, deixando nas mãos do treinador a opção de utilizar ou não o veterano na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro, diante da Ponte Preta, no dia 26, daqui a pouco mais de uma semana.

A princípio, o titular da lateral esquerda ainda é Carleto. Ney Franco, porém, diz que gosta do futebol de Juan, com quem foi campeão carioca e da Copa do Brasil, e chegou a testá-lo no time da cima na segunda parte do treino coletivo de quarta-feira, em Cotia.

 

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*