Sem acordo com Arsenal, São Paulo não quer substituto para Denilson

“Será que nós achamos na praça jogadoresmelhores que Rodrigo Caio e Wellington? É muito difícil”. Apostando em jogadores formados nas categorias de base do próprio São Paulo, Juvenal Juvêncio ainda não considera a possibilidade de investir na contratação de um volante. Mesmo sem contar com Fabrício, cuja previsão de retorno é de seis meses, e diante da saída iminente de Denílson, que retorna ao Arsenal, o presidente descarta nomes para o meio-campo.

De acordo com Juvenal, a negociação para manter Denílson em definitivo no elenco doTricolor, ou mesmo prorrogar o empréstimo por mais seis meses, está aberta. O desfecho mais provável, no entanto, é negativo: “Talvez volte, talvez não volte. O Arsenal quer um valor muito alto, quem sabe a gente tenha uma conversa que possa melhorar isso, mas agora está difícil”.

O contrato é válido até o dia 30 de junho e o São Paulo passará a contar com apenas três volantes no elenco a partir desta data, já que o retorno de Wellington ainda é estipulado para outubro em virtude da entorse no joelho: Casemiro, Rodrigo Caio e Cícero. João Felipe, recém-saído das categorias de base, também é lembrado por Juvenal, sem tanto entusiasmo. A aposta é mesmo Rodrigo Caio, que não pode repetir o destino de Denílson, em 2006, quando deixou a equipe por falta de oportunidades.

“Vocês já ouviram falar no Rodrigo Caio? Já ouviram falar no Wellington, que daqui a pouco tira aquelas coisas? Será que nós achamos na praça melhores que Rodrigo Caio e Wellington? Eu tenho a pretensão de dizer aos senhores que eu entendo deste mister, é muito difícil achar quem possa substituir esses dois. O Wellington quando despontou, pifou. Mas daqui a pouco o Rodrigo Caio enverga e o Wellington volta”, justificou Juvenal Juvêncio, ainda sem interesse por outro volante.

 

O objetivo do presidente são-paulino é não fazer de Rodrigo Caio um novo Denílson, ou seja, jogador que desiste da equipe por não jogar frequentemente. Em 2006, foi esse o motivo da saída do camisa 15 para o Arsenal, que agora detém seus direitos federativos. Juvenal citou ‘umtécnico’ que não dava oportunidades à promessa do meio-campo tricolor, repatriada quatro temporadas depois.

“O Denílson foi embora porque tinha um técnico, que eu esqueci o nome, que colocava ele no ônibus, ele vinha no vestiário e depois era cortado. Aí eu encontrava no CT da Barra Funda, encostado na parede. ‘Vem cá, o que está acontecendo? Futebol tem que ter alegria’. ‘Me cortaram até do ônibus’, ele respondia. ‘Você quer ir embora? Fala pro seu pai que eu vou te vender’. O que eu vou fazer com um garoto com impulsão, garra e vontade? Eu pus ele para jogar no Arsenal”, disse o mandatário, que ainda disse ter levado uma revista do clube inglês estampando Denílson na capa para “dar o exemplo do vitorioso” aos tricolores.

O companheiro Casemiro, também revelado na base do Tricolor, tem a mesma ‘visão de futuro’ do mandatário sobre Rodrigo Caio e João Felipe: “O Rodrigo Caio contra o Santos falaram muito bem dele, por causa da marcação no Neymar, que é o melhor jogador do Brasil. Tenho certeza que eles estão preparados, se estão no grupo do São Paulo é porque têm condição total de jogar. Eles vão corresponder do mesmo jeito do Denílson e do Fabrício”.

Fonte: Gazeta Esportiva

6 comentários em “Sem acordo com Arsenal, São Paulo não quer substituto para Denilson

  1. Engraçando. agora o JJ pode ‘mandar’ na escalação do time, quando foi para tirar o Paulo Miranda todo mundo caiu de pau.
    Outra coisa, se o Muricy não era cobrado para escalar ninguém da base e trouxe um monte lixo para o São Paulo no período em que foi técnico por pura preguiça de usar a base, porque ele tem cobrar o Leão?

    • Caro Regis,

      Eu sempre fui a favor de tirar esse Paulo SAUDADE Miranda do time, por entender que ele não tem condição de ser titular e muito menos reserva, portanto o que o Juvenal fez apesar de passar por cima do Leão, o fez corretamente, aliás, ele deveria era ter mandado o Paulo Miranda embora naquela época, pois agora estamos vendo que o camarada não tem nenhuma noção de futebol e sim de VALE TUDO… não inspira nenhuma confiança em mim torcedor, agora não sei a voce meu caro!

      Quanto o caso Muricy não ser cobrado em por a base, vamos ter que ficar quietos, pois ele ganhou três BARSILEIROS consecutivos, coisa que nenhum técnico o fez… até hoje! E sem contar que ele tinha um bom time nesses 3 anos, ou seja, não precisou da base porque tinhamos jogadores de qualidade e não essas perebas que temos hoje e tem mais, comparar Muricy com alguns técnicos que aqui passaram no Tricolor é covardia, ele só perdia para o saudoso Telê Santana, com quem aprendeu e muito!

      • Quanto ao Paulo Miranda concordamos em algo.
        Quanto ao Muricy, depende do ponto vista, enquanto uns acham que ele ganhou 3 brasileiros, eu vi que ele conseguiu perder 4 Libertadores, duas delas mais do que ganhas e nos três últimos anos a frente do São Paulo, exceto por duas vitórias contra o Santos e uma contra o Palmeiras no Morumbi pelo Paulista, com gol de mão do Adriano, não ganhou mais um clássico sequer.
        Isso sem contar um único esquema tático indolente e preguiçoso de chuveirinhos na área que tivemos que aguentar durante dois anos. Também era o máximo que dava para fazer para quem adorava comandar rachões com goleiro na linha.
        Eu trocava SEM PENSAR os três brasileiros por pelo menos uma Libertadores e ganhar clássicos paulistanos.
        Tem gente que se contenta com vitórias, mesmo com gol de mão, eu não.

  2. Velho desgracado! Te desejo tudo de pior! Vc esta nos tirando a alegria de torcer para o SPFC com seu autoritarismo nazista! Nao precisa de volante mesmo, o time esta sem direcao! FDP!

  3. Esse Juvenal é uma piada de mau gosto!

    Se ele e mais alguns acham que o Rodrigo Caio tem condições de jogar no Tricolora e o anta do Leão acha que não, é só mandar essa anta embora e procurar um técnico de que de oportunidades para a base…. é simples!!!

    Agora o que não podem e ficar de picuinhas Juvenal/Leão e esquecerem que final de junho chegou e o Denilson vai embora, ai as coisas vão se complicar de vez, não que o Denilson seja um primor de jogador e longe de ser meu preferido, mas já está adaptado ao grupo e com certeza fará falta!

    Juvenal, acorda que a banda está passando e se o Denilson interessa, mete a mão no bolso e compra os direitos dele e pronto!!!!

    Lá na frente dá uma prensa no Leão e “MANDA” ele usar mais a base, pois o Sr. é o presidente desse clube…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*