São Paulo vê na condição física trunfo para o Brasileirão

Após um primeiro semestre repleto de lesões no elenco, o São Paulo voltou para a disputa do Campeonato Brasileiro apostando na melhora do condicionamento físico. Com tempo para recuperar os atletas, a intertemporada feita no CFA de Cotia serviu para reequilibrar fisicamente todo o grupo.

“Acho que evoluímos [fisicamente]. No primeiro semestre, por diversos fatores, por já ter jogado um torneio nos EUA, jogadores voltando de lesão, enfim, você não tinha um equilíbrio e não tínhamos como trabalhar isso. Contra o Palmeiras tivemos uma condição melhor e falta o natural, que é o ritmo de jogo. Esse ritmo de jogo vamos buscar gradativamente, mas acho que deu para ver um São Paulo forte”, disse Cuca após o empate contra o Palmeiras.

Dois casos importantes são os de Hernanes e Pato. Após retornarem do futebol chinês, os brasileiros não encontraram sua melhor forma no 1º semestre.

No caso do Profeta, o camisa 15 teve que acelerar sua preparação no começo do ano por conta dos dois importantes jogos da Pré-Libertadores, contra o Talleres. Após a eliminação no torneio sul-americano, o meia ainda sofreu lesão muscular na coxa, que o tirou de jogos das semifinais do Campeonato Paulista.

No Brasileirão, Hernanes começou saindo do banco de reservas nas quatro primeiro rodadas, e foi titular em dois dos cinco jogos restantes antes da parada para a Copa América. Ao todo, o meia só fez um jogo completo no Brasileirão, incluindo o empate de ontem, quando foi substituído no meio da segunda etapa.

Já Pato, que passou duas temporadas na China, desembarcou no Brasil pouco antes do início do Brasileiro e ainda precisava se adaptar à intensidade do futebol brasileiro. O atacante estreou como titular na primeira rodada do torneio nacional e começou nove das dez partidas do Tricolor na competição, menos na quinta rodada, que perdeu devido à pequena lesão cervical durante partida contra o Flamengo.

Autor do gol do clássico no sábado, Pablo foi a principal novidade da equipe de Cuca, já que estava fora dos gramados desde a semifinal do Campeonato Paulista devido a cirurgia na coluna. De volta, o camisa 9, que é artilheiro do Tricolor no ano com cinco tentos, volta a ser a principal referência ofensiva do São Paulo.

Apesar do período disponível para recuperação, três atletas ainda trabalham para voltar aos gramados: Everton, Rojas e Liziero. Os dois atacantes estão mais próximos de voltar aos gramados, uma vez que já fazem trabalho com bola, ainda que acompanhados pelos fisioterapeutas do São Paulo.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

10 comentários em “São Paulo vê na condição física trunfo para o Brasileirão

  1. Estratégia para o segundo semestre: preparação física.

    Retorno do campeonato: time morto fisicamente aos 28 minutos do primeiro tempo

    Resultado da estratégia: sem estratégia para o resto do campeonato

    Que lixo

  2. Além da falta de preparação de física adequada, pois o time morreu no segundo tempo, falta bom senso, pois tem gente achando que o grupo foi ‘reequilibrado’ e que houve evolução na parte física…

    • O Palmeiras se mostrou mais intenso durante todo o jogo. Eles estão num patamar bastante superior ao que nos encontramos. Não me cabe julgar a capacidade dos nossos preparadores físicos, contudo, a olho nu, o trabalho realizado no Palmeiras é muito superior…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.