São Paulo vê Ganso com potencial de marketing e apelido de Maestro agrada

O torcedor do São Paulo vai demorar para ver Ganso em ação, mas terá a chance de matar um pouco da ansiedade neste domingo, no Morumbi. O novo reforço será apresentado ao público por volta das 15h30, antes da partida contra o Cruzeiro. E se Rogério Ceni é o Mito, Luis Fabiano é o Fabuloso, o são-paulino já pode se acostumar a chamar o novo camisa 8 de Maestro.

O marketing do clube vai começar a discutir ao longo da próxima semana alguns planos para a imagem do meia ser explorada. E o apelido, que já está virando moda entre os torcedores na internet, deve ser muito valorizado pelo Tricolor.

– Ele é uma figura que está dentro do mais positivo possível. É um cara de alto nível, tem um conteúdo diferenciado, tem carisma. E uma das coisas mais positivas é que o Ganso desejou o São Paulo. É claro que o São Paulo procurou o Ganso, mas a opção que ele deu pelo São Paulo é algo que alia muito o nome dele com o do clube – afirmou Julio Casares, vice-presidente de comunicações e marketing do clube, que tem acumulado neste mês a função de diretor de marketing.

Pelo fato de a contratação ter sido finalizada na madrugada de sexta-feira, não houve tempo para planejar uma grande festa de recepção ao jogador. Primeiro, ele dará uma coletiva à imprensa às 14h30. Depois, irá ao gramado para receber a camisa do clube das mãos do presidente Juvenal Juvêncio, diante da torcida. 9 mil ingressos já foram vendidos.

Ganso gravou um vídeo pedindo a presença de público. A diretoria reforça para que os torcedores cheguem antecipadamente.

Grandes apresentações recentes:

Luis Fabiano  
29/3/11 – Dois dias após desembarcar no Brasil, Luis Fabiano teve uma recepção histórica da torcida do São Paulo. Mais de 50 mil pessoas foram ao Morumbi em uma noite de terça-feira para verem o retorno de Fabuloso. A festa também contou com a presença de Rogério Ceni.

Jadson  
20/1/12 –  O atual camisa 10 do clube também não teve uma apresentação convencional. No dia do lançamento das novas camisas do clube, Jadson recebeu a sua das mãos do ídolo Raí, que vestia a 10 nas conquistas das duas Libertadores de 1992 e 1993.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*