São Paulo vai evitar altitude e treinar próximo ao nível do mar

O São Paulo definiu o roteiro a ser seguido visando o duelo de volta da pré-Libertadores diante do Bolívar. Para evitar a altitude de 3.600 metros de La Paz, o novo fisiologista do clube, Rogério Neves, determinou que o elenco fique em cidade próxima a ao nível do mar, e só siga para a capital boliviana horas antes da partida.

Desta forma, o São Paulo segue viagem para Santa Cruz de la Sierra, cidade a cerca de 400 metros acima do nível do mar na tarde de segunda-feira, e treina no local na terça-feira. A viagem para La Paz será feita apenas horas antes do confronto na quarta.

O fisiologista Rogério Neves foi contrato neste ano a pedido de Ney Franco. Os dois trabalharam juntos seleção brasileira sub-20 entre 2011 e 2012.

A programação do São Paulo segue na contramão da realizada pela maioria do clubes brasileiros em duelos em cidades com grande altitude. Na semana passada, por exemplo, o Grêmio atuou em Quito (2.800 metros de altitude), no Equador, diante da LDU, após dez dias de preparação na cidade do confronto. O time brasileiro foi derrotado por 1 a 0 no jogo de ida pela pré-Libertadores.

O São Paulo tem grande vantagem contra o Bolívar. A equipe venceu o duelo de ida no Morumbi por 5 a 0. O vencedor do confronto ganha vaga no grupo 3 da Libertadores ao lado do Atlético Mineiro, Arsenal de Sarandí (Argentina) e The Strongest (Bolívia).

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*