São Paulo treina no Pacaembu e Gomes mantém dúvidas no ataque

O São Paulo encerrou a preparação para o clássico contra o Santos, nesta quinta-feira, com um treino no Pacaembu na manhã desta quarta. O técnico Ricardo Gomes trabalhou a parte tática no palco da partida e manteve dúvidas para armar o time, principalmente no ataque. A atividade foi fechada para a imprensa.

Assim como na terça-feira, o lateral-direito Bruno, com dores musculares, não treinou. Ele dificilmente deve jogar o clássico. Assim, Buffarini deve ser confirmado na lateral direita. O argentino está com moral com Ricardo Gomes. Na esquerda, o provável é que jogue Mena. O chileno volta nesta quarta ao Brasil, depois de ficar no banco na vitória do Chile por 2 a 1 sobre o Peru na terça. Assim como o peruano Cueva, ele seguirá direto para a concentração tricolor no CT.

Ainda é possível que Ricardo Gomes utilize Carlinhos na lateral esquerda, a depender da situação de Mena, mas o camisa 6, hoje, agrada mais jogando do meio para a frente. Ele pode ser mantido na ponta esquerda, também a depender de como Cueva retornará, já que ele jogou toda a partida pelo Peru. O atacante Robson também foi testado durante a semana e corre por fora por uma vaga no ataque. Neste caso, seria uma opção para o lugar de Kelvin, que joga aberto pela direita.

No meio, Ricardo Gomes deve promover o retorno de Wesley, que cumpriu suspensão contra o Sport na última rodada. Assim, a provável formação do São Paulo para o clássico é: Denis, Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley, Kelvin (Robson) e Carlinhos (Cueva); Chavez.

O treino no Pacaembu também serviu para os jogadores aperfeiçoarem chutes de perto e longe, cobranças de faltas e pênaltis. O Tricolor tenta se reabilitar após quatro jogos sem vitória. Começou a rodada na 14ª colocação com 36 pontos, três acima do Internacional, o primeiro da zona do rebaixamento.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “São Paulo treina no Pacaembu e Gomes mantém dúvidas no ataque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*