São Paulo trata empate como tropeço e busca reagir rápido

Nem as derrotas para Palmeiras, Grêmio e Atlético-MG foram tão lamentadas no São Paulo quanto o empate por 1 a 1 com o América-MG, sábado. A rodada era boa para abrir vantagem na liderança do Brasileirão, o time estava jogando em casa e saiu na frente, mas acabou vacilando no fim. Além de todos esses fatores, também pesou o fato de a atuação coletiva da equipe não ter agradado a ninguém.

Diego Aguirre disse que o Tricolor “não funcionou”, os jogadores que falaram com a imprensa admitiram que faltou futebol para marcar o segundo gol e definir a partida e a torcida se manifestou com vaias após o apito final. De acordo com quem esteve por lá, o clima no vestiário do Morumbi, que geralmente é muito leve, foi de lamentação, indignação e auto-crítica para retomar o alto nível rapidamente.

– Obviamente vejo com preocupação, porque se nós temos um objetivo importante, jogando como hoje será difícil. Temos que rapidamente recuperar o nível e voltar às vitórias. Tem muito pela frente, mas temos que jogar melhor, como fizemos em outras oportunidades – disse o treinador uruguaio.

O Internacional poderia ter pulado à frente na tabela, mas empatou com o Corinthians em Itaquera e manteve-se com um ponto a menos (agora 51 a 50). Mas os são-paulinos sabem que secar os adversários diretos não vai adiantar se o time continuar desperdiçando pontos. O Palmeiras fez 17 pontos no segundo turno, sete a mais do que o Tricolor, e entrou com força na briga, com os mesmos 50 pontos do Inter.

– Acho que a gente tem que fazer nossa parte. Não adianta a gente deixar a desejar dentro de campo e torcer por outros resultados. Temos que trabalhar para aumentar o nosso nível – disse Diego Souza.

Além de não ter gordura na ponta, o São Paulo entende que é urgente retomar a boa fase porque as próximas rodadas serão cruciais: depois de enfrentar o Botafogo, domingo, no Rio de Janeiro, recebe o Palmeiras no Morumbi e visita o Inter no Beira-Rio. Tropeços diante desses adversários diretos certamente pesarão muito na briga pelo topo da tabela.

– Preocupado a gente fica, porque a gente quer brigar até o fim pelo título. Hoje a gente estava ganhando o jogo de 1 a 0 e tomamos um gol no contra-ataque, coisa que não pode acontecer. A gente fica bastante chateado com isso, mas temos que continuar trabalhando. Sabemos que precisamos melhorar e estamos atrás disso – emendou Diego Souza.

O São Paulo se reapresenta na tarde desta segunda-feira no CT da Barra Funda e inicia a semana de trabalho com a expectativa de ter Bruno Peres e Everton recuperados no fim de semana. Bruno Alves e Rojas retornam após cumprirem suspensão, mas Arboleda recebeu o terceiro amarelo no sábado e ficará fora.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “São Paulo trata empate como tropeço e busca reagir rápido

  1. Não estou cornetando. Apenas sendo realista, pois não tenho visto boas apresentações do nosso SPFC. Poucos gols e poucos pontos conquistados no 2° turno. Acredito que nos alcançarão na tabela(tomara que não) pois o Palmeiras tem sido melhor, motivado por um melhor plantel. De onde sai o dinheiro do Palmeiras não nos interessa, o que nos interessa é que a nossa diretoria seja mais competente para 2019. O nosso elenco para este ano é esse e temos que rezar para termos um final feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*