São Paulo quer três reforços e atletas de clubes rivais se oferecem

Juvenal Juvêncio diz ter demitido Emerson Leão por incapacidade de aproveitar um elenco que considera competitivo. Mas o presidente busca mais dois reforços além do zagueiro que já declarou desejar. E o São Paulo, de acordo com Milton Cruz, tem um benefício  nas negociações:atletas de equipes rivais têm se oferecido.

“Todos querem vir porque o São Paulo paga em dia. Tem jogadores de times grandes se oferecem porque ganham superbem, mas não estão recebendo”, relatou o coordenador técnico do clube, responsável por indicar e até tratar de contratações e, enquanto não chega um novo técnico, comandante interino do time.

O próprio Milton Cruz, um dos responsáveis pela reformulação do elenco para esta temporada – Leão não indicou dispensas nem reforços –, detectou a necessidade de trazer três novos jogadores ao grupo que foi eliminado neste ano nas semifinais do Paulista e da Copa do Brasil e está na oitava colocação do Brasileiro com 50% de aproveitamento.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Milton Cruz vê a necessidade de mais dois ou três reforços no elenco considerado competitivo por Juvenal

O profissional, porém, tenta desvincular as novas contratações de críticas ao plantel. “No São Paulo, sempre tentamos trazer jogadores, mesmo quando o time está ganhando. Estamos sempre atentos. Se aparecer um jogador bom, o São Paulo pega. Nunca paramos de vasculhar no mercado para nos reforçarmos”, argumentou.

 

De qualquer forma, ao menos duas contratações serão feitas. O maior desejo de Juvenal é um zagueiro – Paulo Miranda e Edson Silva, que chegaram neste ano, não agradaram como o dirigente imaginava. Lúcio, que está se desligando da Inter de Milão, era o foco, mas pediu salários altos, bem distantes da política de despesas do Tricolor.

“O São Paulo não faz loucura para contratar jogador, mas o salário é pago até adiantado, não atrasa um dia. Paga bons bichos e até avisam que você tem um dinheiro a receber que até esqueceu. É necessário ter cabeça para não ficar no vermelho”, disse Milton Cruz, concordando com o presidente.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*