São Paulo irá punir Lúcio por expulsão e estuda até rescisão de contrato

A paciência da diretoria do São Paulo com o zagueiro Lúcio está próxima do fim. Apesar de um discurso conciliador e de apoio ao atleta feito por João Paulo de Jesus Lopes após a derrota contra o Atlético-MG, o UOL Esporte apurou que a cúpula do clube decidiu puni-lo com multa e estuda até mesmo a rescisão do contrato do zagueiro, cujo vínculo vai até o fim de 2014.

O presidente Juvenal Juvêncio ficou irritado ao ver um de seus mais experientes jogadores ser expulso de maneira justa em um duelo que estava com o cenário bastante favorável ao São Paulo, que vencia por 1 a 0. Após o lance, que ocorreu aos 36 minutos do primeiro tempo, o Atlético-MG reagiu e conseguiu a virada para 2 a 1. O que causou mais irritação foi o primeiro cartão amarelo recebido pelo camisa 3, por reclamação, após uma dividida na lateral da área do São Paulo.

Na visão da diretoria, esta é pelo menos a terceira falha grave do atleta em menos de cinco meses de temporada. A primeira foi o cartão vermelho no duelo contra o Palmeiras, no Paulistão, quando tentou acertar uma cotovelada no peito de Valdivia. O técnico Ney Franco teve de sacrificar todo seu esquema, tirou Ganso de campo e o jogo acabou empatado em 0 a 0.

O outro erro foi ter criticado publicamente o treinador, que o substituiu na derrota para o Arsenal de Sarandí por 2 a 1, na Argentina. Ele deixou o gramado chateado e sequer esperou os companheiros no vestiário, indo direto para o ônibus. Para piorar sua situação, na chegada ao Brasil, Lúcio ainda declarou que, “quando deixou o campo, o jogo estava 0 a 0″.  Como punição, foi para o banco de reservas e deu lugar a Edson Silva.  Ele só voltou a ser titular às vésperas do confronto que definiu a classificação do São Paulo na Libertadores, na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético.

Publicamente, João Paulo de Jesus Lopes considerou a expulsou do atleta como ‘normal’ e descartou a possibilidade de uma punição, dizendo até mesmo que não conversou com o jogador após a derrota e que isso não aconteceria. “Não conversei com o Lucio. Essas questões são da comissão técnica. A diretoria só é acionada se houver desvio de comportamento, o que não acho que houve. Não cogitamos multa”, disse.

O zagueiro tem o salário no teto do clube, ao lado de nomes como Rogério Ceni e Luis Fabiano. Lúcio ainda forçou o São Paulo a encontrar parceiros para cumprir regalias prometidas a ele em contrato, como ter um carro importado no valor de R$ 500 mil. Desde que voltou ao Brasil, após 13 anos de futebol europeu, ele falou que seu objetivo era retornar à seleção brasileira, meta que por enquanto ainda não alcançada.

Fonte: Uol

2 comentários em “São Paulo irá punir Lúcio por expulsão e estuda até rescisão de contrato

  1. Estranho, essa notícia é plantada, nada vai acontecer com o Lúcio. Agora que tal cobrarmos o Rodolfo que tirou o corpo para a bola entrar no primeiro gol, que tal cobrar o Paulo Miranda que se omitiu em campo, o Carleto que do meio para frente perde todas as jogadas e o Denílson que esse ano está sem foco…

    O Lúcio fez M, mas é melhor pecar por atitude do que por omissão!!!!

    Agora se colocarem Tolói e Edson Silva domingo é outro chumbo na certa!

  2. O mínimo que se pode pensar é em uma super multa ( e não os famosos 10% para a caixinha). O melhor mesmo seria a rescisão de seu contrato (ele nunca deveria ter sido contratado).
    Que o exemplo sirva e enquadrem também o Luis Fabiano (mande-o jogar na Russia); aqui ele não serve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*