São Paulo fura G-4 em 2012 na mesma rodada em que o deixou em 2011

Foi igualmente ao fim da 30ª rodada, como agora, o ponto de virada do São Paulo noCampeonato Brasileiro de 2011. Na ocasião, porém, a condição era completamente contrária: em vez de assumir a quarta colocação, o time deixava o G-4 de vez.

Nesta edição, antes de derrotar o Figueirense e superar o Vasco na classificação, o time esteve apenas uma vez dentro da zona que dá vaga na Copa Libertadores. Mas foi de modo provisório, com um jogo a mais do que o Botafogo, que o derrubaria de lá mais tarde.

Já na temporada anterior, após 29 rodadas, em somente uma a equipe esteve fora do G-4 antes de sair dele em definitivo, quando restavam oito compromissos para o término do Brasileiro. A reta final consolidou a derrocada e findou o sonho de voltar ao torneio continental.

Em momento bem mais animador do que em 2011, o grupo atual se cobra para não deixar a faixa dos quatro primeiros depois de buscá-la por todo o primeiro turno e o início do returno.

“Desde o começo a gente estava na cola. Quando encostávamos, perdíamos ou empatávamos. Mas crescemos muito de produção e ganhamos confiança. Agora temos que manter uma série devitórias para nos mantermos”, diz o meia Jadson, presente em toda a perseguição.

“Logicamente queríamos estar nesta posição antes, mas o importante é que entramos nesta reta final. Agora temos que jogar com a mesma seriedade e determinação”, acrescenta o zagueiro Rafael Toloi, contratado em meio ao Brasileiro como um dos destaques do Goiás.

O primeiro desafio como quarto colocado será nesta quinta-feira, diante do Atlético-GO, no Morumbi. Coincidentemente o adversário que derrubou a equipe paulista do G-4 em 2011.

“Vamos jogar como estamos jogando, dando nosso melhor. Pela situação em que estão (na última posição da tabela), vão querer mostrar serviço. Eles precisam ganhar praticamente todos os jogos. Temos que entrar com foco”, conclui o outro beque são-paulino, Rhodolfo.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*