São Paulo fala em aprender a jogar sem Cueva e projeta volta contra ABC

O São Paulo conheceu a primeira derrota depois de nove jogos de invencibilidade, ao perder por 3 a 0 para o Palmeiras, no último sábado, na arena do rival. Coincidentemente ou não, o time atuou sem Cueva. Cortado até do banco de reservas pelo técnico Rogério Ceni, ele tem um edema na coxa esquerda.

A ideia da comissão técnica foi poupá-lo do clássico para tê-lo de volta quarta-feira, contra o ABC, em Natal, no duelo de volta pela terceira fase da Copa do Brasil. No primeiro confronto, o time venceu por 3 a 1, no Morumbi, e tem vantagem.

Cueva treinou sexta-feira, no CT da Barra Funda, mas a decisão do corte foi tomada na manhã de sábado. Neste domingo, o elenco folga.

– Espero que ele tenha condições. Hoje (sábado) era um risco muito grande. Para quarta-feira ele deve estar em melhor condição. O Rogério definiu achando que o risco era muito grande. Tem toda razão, ele pensou muito bem. Era importante guardar um jogador como o Cueva – disse o auxiliar Pintado.

– É um jogador muito importante, o nosso camisa 10. Mas temos jogadores que podem substituí-lo. Infelizmente nada deu certo (no clássico) – afirmou o zagueiro Rodrigo Caio.

Na visão do ex-jogador, membro da comissão técnica de Rogério Ceni, o Tricolor precisa aprender a jogar sem o peruano. Com cinco gols, o meia é o vice-artilheiro do time na temporada, ao lado de Luiz Araújo, e só está atrás de Gilberto, com seis bolas na rede.

No último sábado, Ceni disse que é necessário contratar um novo meia similar ao peruano para a disputa do Brasileirão.

– O Cueva é, sim, um jogador muito importante, mas não foi por isso que perdemos o jogo. Claro que em algum momento precisamos saber jogar sem o Cueva. Precisamos encontrar soluções para a lateral esquerda também. Só temos o Júnior no momento. São situações que o Rogério está trabalhando. Ele sabe e tudo isso é muito claro. Vamos buscando essas soluções – afirmou Pintado.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “São Paulo fala em aprender a jogar sem Cueva e projeta volta contra ABC

  1. Não concordo com o Rogério Ceni. É lógico que ele treina o elenco e conhece o que tem nas mãos. Entretanto, como diria um famoso não sei quem, jogo é jogo e treino é treino! Se o Cueva não podia jogar, ele deveria ter entrado com o Lucas Fernandes que é da posição e, de maneira nenhuma teria sido pior que o Cícero na posição. O que aconteceu ontem, a meu ver, foi mais ou menos o que aconteceu com o Paris Saint German no meio da semana Eu tinha elogiado o Rogério porque ele não punha o time para jogar para não perder, como o Patão, Murici e tantos outros técnicos que, frente a um time com pinta de melhor já encolhiam nosso time. Pois bem, ontem o RCeni medrou; fez exatamente como seus antecessores; colocou todo mundo atrás da linha da bola, com um monte de volantes, e não se preocupou por lutar por ela em cada parte do campo, como vinha sendo feito. Aí não foi o SPaulo do RCeni; ou, melhor, não foi o Rogério Ceni o técnico ontem. O time não pode ter medo de ganhar nunca! Perder para o Palmeiras em sua arena seria lógico em qq circunstância, desde que o time não amarelasse. O duro não é suplantar a derrota; o duro é continuar desconfiado da personalidade do time que, há tempos, vem amarelando em jogos decisivos (que ontem nem era)…

  2. Nada …sou são paulino e pra mim na minha opnião o denis não é goleiro pro são paulo pode ser pra outro time pq pro são paulo não …!pé frio…!

  3. Se o rogerio esta começando a lamentar que o sao paulo nao sabe jogar sem Cueva , tem que comecar a rever seus conceitos, o time, o elenco nao pode ser dependente de somente um jogador ainda mais no ataque, onde fomos inoperantes, logico o time das Pepas é mais qualificado em tudo, mas tb nao é la essas coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*