Rodrigo Caio diz que derrota não pode abalar São Paulo e pede foco no ABC

A derrota do São Paulo por 3 a 0 para o Palmeiras, no último sábado, na arena do rival, pelo Paulistão, quebrou a série de nove jogos de invencibilidade do Tricolor. Na visão do zagueiro Rodrigo Caio, o time não pode pegar o resultado como parâmetro para a sequência da temporada. Na quarta-feira, a equipe enfrentará o ABC, em Natal, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. No Morumbi, o time abriu vantagem de 3 a 1.

– Não é uma derrota no clássico que vai tirar tudo o que fizemos. Vamos seguir trabalhando para corrigir os erros, porque quarta-feira tem jogo importante pela Copa do Brasil. É um jogo importantíssimo e precisamos da vitória – disse Rodrigo Caio.

Com a derrota no clássico, o São Paulo agora tem 17 gols sofridos em oito partidas no Paulistão. É a pior defesa do estadual, ao lado do Linense. Por outro lado, o time tem 21 gols marcados: melhor ataque da competição.
Para enfrentar o ABC, o técnico Rogério Ceni aguarda definições do departamento médico. A principal dúvida é Cueva. O peruano tem um edema na coxa esquerda e foi cortado do clássico, mas o Tricolor conta com seu retorno.

Além disso, Lucas Pratto fraturou o nariz na derrota diante do Palmeiras. O goleiro Sidão faz tratamento para se recuperar de uma lombalgia, e Maicon, com uma entorse no tornozelo esquerdo, também tenta retornar. O zagueiro Breno, por sua vez, ficou fora do Choque-Rei por conta de uma gripe.

 

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Rodrigo Caio diz que derrota não pode abalar São Paulo e pede foco no ABC

  1. Zagueirinho meia boca. Não ganha uma. Esta desgraça estava em campo nas duas goleadas das travecas em 2011 e 2015 e em todas goleadas sofridas pelas porcas. Outro que tinha que sumir do mapa

  2. A derrota não pode abalar, mas tem que melhorar o São Paulo. Queremos ser campeões. Queremos era condições de encarar Palmeiras e Corinthians. E ontem ficou claro que esse time ainda não tem pegada pra isso. Tem que melhorar!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*