SP encara clássicos e rivais diretos para tentar repetir sequência do 1º turno

Avaí, Palmeiras, Ponte Preta e Vitória: essa sequência rendeu ao São Paulo seu melhor momento no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Apesar da derrota para a Macaca, foram três vitórias nas outras partidas: nove pontos que chegaram a colocar a equipe entre as primeiras colocadas antes da derrocada que a levou à zona de rebaixamento.

A partir do próximo domingo, o Tricolor repete os rivais, mas com um detalhe preocupante. Desta vez, serão três jogos fora de casa (Avaí, Palmeiras e Vitória) e apenas um no Morumbi, contra a Ponte Preta.

Depois disso, o São Paulo encara outro clássico estadual no Brasileirão: o Corinthias, que interrompeu aquela sequência tricolor ao vencer o confronto em Itaquera, será recebido no Morumbi.

Próximos jogos:

  • 20 de agosto: Avaí x São Paulo, Ressacada
  • 27 de agosto: Palmeiras x São Paulo, arena do Palmeiras
  • 9 de setembro: São Paulo x Ponte Preta, Morumbi
  • 17 de setembro: Vitória x São Paulo, Barradão
  • 24 de setembro: São Paulo x Corinthians, Morumbi

A “casa sacrossanta”, como diria o falecido presidente Juvenal Juvêncio, foi aliada naquele esboço de arrancada inicial. Em seu estádio, ainda comandado por Rogério Ceni, o Tricolor venceu três seguidas. Agora, com Dorival Júnior, a equipe vai precisar voltar a vencer fora de casa, algo que só fez uma vez na competição, quando virou sobre o Botafogo, no estádio Nilton Santos: 4×3.

Avaí (21 pontos), Ponte Preta (24) e Vitória (19) são concorrentes diretos na briga para escapar do rebaixamento. O Palmeiras é um rival tradicional e o clássico será em sua arena, onde o São Paulo, que tem 22, na 16ª colocação, jamais venceu ou empatou. Para aumentar o grau de dificuldade, o adversário imediato depois dessa sequência será o Corinthians, líder disparado do Brasileirão.

O início contra o Avaí, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Ressacada, não terá os atacantes Pratto e Marcinho, suspensos. Por outro lado, Dorival Júnior poderá escalar Cueva, que ficou fora da vitória sobre o Cruzeiro em razão do terceiro cartão amarelo.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*