São Paulo embarca para Bolívia com pulmão zerado

A delegação são-paulina chegou ao Aeroporto de Cumbica , nesta segunda-feira, com gás renovado para embarcar rumo à Bolívia. Daqui a dois dias, o São Paulo encara o Bolívar, em La Paz, na partida de volta da primeira fase da Libertadores.  Os titulares, que tiveram folga no último domingo, celebraram o descanso potencializado também pela ausência deles na vitória do Tricolor por 2 a 1 sobre o Atlético Sorocaba,  quando um time reserva foi ao gramado do Morumbi.

“Foi muito bom ter descansado, estou com o pulmão zerado. Estamos prontos para encarar a altitude de La Paz. Estamos prontos para o que vier”, comentou o volante Denílson, que disse jamais ter jogado em uma cidade tão alta. “Vai ser a primeira vez, mas fizemos treinos simulando a altitude e não devemos ter tanto problema”, emendou o jogador.

Ter poupado os seus principais jogadores foi uma estratégia traçada pela comissão técnica são-paulina para que os efeitos da altitude da capital boliviana, que está 3,6 mil metros acima do nível do mar, não sejam tão sentidos. Além disso, a delegação tricolor chegará em La Paz apenas horas antes da partida. De Cumbica, o time parte para Santa Cruz de La Sierra, cidade ao nível do mar. Lá, além de ficar até o dia do embate com o Bolívar, será feito um treino na próxima terça-feira.

Para o capitão Rogério Ceni, jogar na altitude é complicado, mas é possível se adaptar no decorrer da partida. “O que muda mais são o tempo e a velocidade a bola. A altitude não é tudo isso. Estamos prontos para nos classificar”, disse o goleiro.

Com venceu a partida de ida por 5 a 0, na semana, passada no Morumbi, o São Paulo pode até perder por quatro gols de diferença para ir à fase de grupos da Libertadores. Caso marque um gol, a diferença pode ser de cinco tentos a favor dos bolivianos que a vaga estará garantida.

“É uma vantagem muito boa a nosso favor. Mas temos de jogar sério e tentar fazer um gol para facilitar a nossa vida. Vamos lutar pela classificação”, disse o meia Jadson.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*