São Paulo elege dez novos conselheiros vitalícios

O Conselho Deliberativo elegeu, nesta quinta-feira, os dez novos vitalícios. A lista inicial tinha 45 inscritos, conforme determina o novo estatuto. O Conselho Consultivo eliminou 15 nomes, reduzindo a 30 o número de candidatos. A partir daí os acordos políticos começaram a ser feitos no Morumbi.

Dos dez novos vitalícios, oito foram indicados ou tiveram apoio da bancada de sustentação de Leco e dois são apoiados pela oposição.

Os novos conselheiros vitalícios do São Paulo são os seguintes:

Júlio Casares – 62 votos

Sergio Barbour – 52 votos

Olten Ayres de Abreu Jr – 52

José Barata Pereira – 47 votos

Antonio de Pádua Carvalho – 47 votos

Kalef João Francisco – 44 votos

Adalberto Garcia Pena – 45 votos

José Aparecido de Souza – 43 votos

Miguel Augusto de Souza – 39 votos

Renato Ópice Blum – 39 votos

Na última terça-feira antecipei, no Jornal Tricolornaweb, os nomes dos dez eleitos. Naquele momento falei que poderia estar na margem de erro de dois nomes. Na realidade errei três (isso em 30 candidatos), pois nas minhas contas estavam  José Inocêncio Santos Oliveira, Ademir Scarpin e Wilton Brandão Parreira Filho. Mas não diminui a certeza dos acordos políticos firmados, e que citei no Jornal.

Por exemplo: Adalberto Pena, que é diretor do Departamento de Esportes Amadores (DEA), ligado ao Chapecó (diretor adjunto da futebol profissional), passou a ser vitalício, apoiado pela base e, principalmente, pelo grupo do Dedé, ex-vice-presidente Social e de Esportes Amadores na gestão de Carlos Miguel Aidar. Mas no acordo está previsto que Dedé volte a ser diretor do DEA, que hoje é subordinado à Diretoria Geral do Clube Social, comandada por Carlos Belmonte. O difícil aqui é prever como será essa convivência entre os dois.

Olten Ayres de Abreu Jr, originalmente da oposição, foi eleito pela base de Leco. Nesse pacote vem Dorival Decoussau, pai de ex-jogador e comentarista Caio Ribeiro, que também passa a ser situação e vai ser nomeado por Leco para algum cargo institucional internacional.

O oitavo mais votado, José Aparecido é acusado por muita gente no Morumbi de ser torcedor do Corinthians. Já Antonio Marcos Godoi Marinheiro, que acabou não sendo eleito, viveu situação ainda mais chata. Um dos conselheiros, Milton Neves, chegou a falar na tribuna que Marinheiro é santista. Ele nem respondeu.

Mas tem alguma coisa a mais aí: Daurio Speranzini Junior, eleito como suplente, foi uma das 20 pessoas presas em julho na Operação Ressonância, da Polícia Federal, que investiga um esquema de fraude em licitações para o fornecimento de equipamentos médicos e hospitalares no Estado do Rio de Janeiro. Speranzini é CEO e presidente da GE para a América Latina.

Os dois vitalícios eleitos pela oposição foram Kalef João Francisco e Sergio Barbour. O problema é identificar hoje o que é situação e o que é oposição, pois há uma linha tênue que separa os dois lados e que, muitas vezes, se torna abstrata.

Talvez por essa razão a oposição tenha se dividido e tenha surgido um grupo que hoje se intitula como terceira via, e que está tentando se viabilizar como uma nova oposição autêntica, já visando uma candidatura própria em 2020.

 

Atualização: 14h23:

Com a eleição de sete conselheiros para vitalícios, assumem o Conselho Deliberativo os seguintes nomes:

 

Fernando Fernandes Garbini
Mário Celso da Silva Braga
Gilberto Cianci
Carlos Alberto Pereira
Carlos Minoru Takagi
José Silverio de São Bernardo Neto
Leonardo Augusto Souza Moreno

 

Todos fazem parte da base de apoio ao Leco.

 

Paulo Pontes

12 comentários em “São Paulo elege dez novos conselheiros vitalícios

  1. Sim Paulo, temos nosso “Centrão” no SPFC.
    A mudança do Estatuto, que antes exigia a assinatura de 55 Vitalícios para lançamento de uma chapa e agora permite inscrição de chapa com apoio de 40 desses Conselheiros, poder ter impacto profundo na política do Tricolor. É absolutamente viável agora termos uma terceira chapa nas eleições de 2020.
    Eu vejo essa nova situação como positiva pois reduz a polarização e diminui o risco de termos uma nova admistração “absolutista”.

    • Não o conheço pessoalmente, mas todas as informações que me passaram dão conta dele ser, sim, corinthiano. Mas, repito, nunca conversei com ele e não posso bancar isso. Estou passando o que me todos me passaram.

      • Entendi Paulo. Obrigado pela informação.

        Se isso se confirmar foi ilegítima então. Eu sei que o momento é de não tumultuar para não afetar o campo, mas por favor, nem que seja em dezembro temos que investigar isso e se for o caso denunciar, isso é inadmissível!!!

  2. É vergonhosa a eleição do José Aparecido de Souza(Cido), pois, além dele sabidamente ser torcedor do Corinthians, é uma pessoa que não agrega em nada, visto que ele só faz o que o seu patrão, Antônio Donizete Gonçalves(Dedé), determina.
    Parabéns ao Grande São Paulino Sérgio Barbour!!!Esse Merece.

  3. Prezado Paulo Pontes;
    Nesse grupo total de conselheiros existe algum gabaritado para ser Presidente, com P maiúsculo, do SPFC. Podemos ter esperanças?

    • Sim, Antonio. Temos ótimos conselheiros, com capacidade para assumir o São Paulo. Tanto entre os mais velhos, conhecidos como cardeais, quanto entre os mais jovens. O importante é saber quem escolher na hora certa, para não cometermos mais erros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*