São Paulo decide não fazer seguro, e só receberá pela venda de Lucas em janeiro

A diretoria do São Paulo decidiu que não fará o seguro pedido pelo Paris Saint-Germain para depositar imediatamente a quantia de 43 milhões de euros referente a compra do meia-atacante Lucas. Por isso, o Tricolor paulista só receberá o valor em janeiro.

“Vamos entregar o jogador em janeiro, e se fosse receber antecipado existe um seguro de garantia que tem que ser feito”, explicou o diretor financeiro do clube, Osvaldo Vieira de Abreu, ao UOL Esporte. “Isso tem um custo muito alto, por isso defendi que é melhor esperar receber à vista em janeiro”.

O dirigente do São Paulo argumenta que a situação financeira do clube é boa. Por isso, não existe a necessidade de se pagar entre 1,5% e 3% da venda de Lucas para se fazer um seguro e receber de forma antecipada os 43 milhões de euros.

O acordo estipulado entre São Paulo, PSG e Lucas dá ao Tricolor o direito de receber 75% do valor total da venda do jogador (32,2 milhões de euros). O meia-atacante ficará com os 25% restantes.

O São Paulo pode ser beneficiado em receber por Lucas só em janeiro. Se o câmbio for maior na época da conclusão da negociação, o Tricolor lucrará ainda mais com a venda.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*