São Paulo dá primeiros passos para renovar contrato do artilheiro Gilberto

O próximo jogador a ter seu contrato renovado no São Paulo deverá ser o atacante Gilberto. Com vínculo até o fim deste ano, o artilheiro da equipe na temporada convenceu comissão técnica e diretoria de que merece permanecer.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva já deu os primeiros passos para estender o contrato de Gilberto, autor de 10 gols em 2017 – nove no Paulistão e um na Copa do Brasil. No ano passado, Leco aprovou sua contratação diante da sugestão do então diretor executivo Gustavo Vieira de Oliveira, mas o atacante, que estava no Chicago Fire, dos Estados Unidos, demorou a engrenar.

Somente nas duas últimas partidas de 2016, sob comando interino de Pintado, o centroavante fez dois gols (contra Atlético-MG e Santa Cruz). Agora, com Rogério Ceni, o desempenho impressiona.

Nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), Gilberto começa no banco contra o Cruzeiro, no Morumbi, no jogo de ida das quarta fase da Copa do Brasil. Mesmo reserva de Pratto, Gilberto teve diversas chances no rodízio implementado pelo treinador, e aproveitou. Conquistou a confiança da comissão técnica também por seu comportamento. Em momento algum o atacante faz cara feia nos treinamentos pela sua condição de “artilheiro-reserva”. Pelo contrário, é um dos mais participativos.

Caso a negociação seja finalizada com sucesso, Gilberto será o oitavo jogador em pouco mais de dois meses a ter seu contrato renovado pelo São Paulo. Antes dele, estenderam seus vínculos o lateral-direito Bruno, o zagueiro Rodrigo Caio, os volantes Araruna e Thiago Mendes, os meias Cueva e Lucas Fernandes, e o atacante Luiz Araújo.

Sobre Lugano, ídolo da torcida que ficará livre no meio do ano, a diretoria mantém a postura de que ainda não é hora de tratar da renovação.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “São Paulo dá primeiros passos para renovar contrato do artilheiro Gilberto

  1. É merecido!
    Numa certa polêmica com alguns comentarista do Site, por ocasião da compra do Pratto, afirmei que, no caso do sistema do RCeni “vingar”, qualquer nome na camisa 9 deveria dar conta do recado, já que eu sempre achei que pra jogar na posição não precisa ser craque: precisa que o time jogue no ataque, e achava o Pratto caro para a função no futebol brasileiro. O Pratto veio, está muito bem, mas o Gilberto tem confirmado a minha tese, meio que desprezada na ocasião!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*