São Paulo cresce na Libertadores com liderança em nove quesitos técnicos

Não é apenas a vaga nas quartas de final que o São Paulo defenderá nesta quarta-feira, às 19h15, contra o Toluca (MEX). O Tricolor também quer manter seus números na Copa Libertadores da América em alta. Até aqui, com nove partidas – duas a mais do que a maioria –, o time de Edgardo Bauza só não lidera os rankings de defesa menos vazada, de mais faltas sofridas, de dribles e lançamentos certos. De resto, o domínio é todo dos tricolores do Morumbi.

No setor ofensivo, segundo o Footstats, o São Paulo é quem mais acerta passes (3.269, quase 400 à frente do segundo colocado e com quatro atletas no top 5), cruzamentos (40) e finalizações (54) e faz mais gols (17). Na figura de Jonathan Calleri, os paulistas lideram a artilharia do torneio. O argentino fez oito tentos em sete partidas e tem a maior média da história são-paulina no torneio sul-americano (1,14).

Já na hora da marcação, o destaque está na intensidade para destruir as jogadas adversárias. São 179 desarmes, com 149 faltas cometidas, 25 cartões amarelos e três vermelhos. Na lista dos maiores desarmadores, os dois primeiros colocados são do Tricolor. O segundo é o lateral-esquerdo Eugenio Mena (27), enquanto o líder é o volante Hudson (39, com 20 faltas cometidas), que sentiu dores na coxa esquerda no treino de segunda-feira e é dúvida para esta quarta.

E essa intensidade para atacar e, principalmente, marcar será essencial para segurar o Toluca nesta quarta. O São Paulo pode perder por três gols de diferença que se classifica e, se balançar as redes mexicanas, poderá ser derrotado por uma margem de quatro tentos. Nesta edição, somente no revés por 1 a 0 para o The Strongest (BOL), no Pacaembu, a equipe não marcou.

– Temos que jogar com inteligência e controlar a partida, sem deixar que eles nos pressionem. A gente tem que saber que será extremamente difícil essa partida. O time deles virá forte para o ataque desde o início, então precisamos estar focados, concentrados – receitou o zagueiro Rodrigo Caio, que levou dois dos 25 cartões amarelos do Tricolor.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “São Paulo cresce na Libertadores com liderança em nove quesitos técnicos

  1. O tricolor foi muito bem sufocando o adversário e não dando chances de ataque, será que sendo obrigado a pisar no freio conseguiremos frear o toluca? Eu acho que sim, mas não vai ser tão fácil quanto todos dizem. Vamos tricolor!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.