São Paulo consegue grande vitória e traz de volta a paz

Depois de uma semana turbulenta, nada melhor do que uma vitória para voltar à calmaria. E foi isso que o São Paulo fez. O Tricolor Paulista bateu o Cruzeiro, neste sábado, por 3 a 2, no estádio Independência, e tirou a Raposa da liderança da competição, agora assumida pelo Fluminense.

O primeiro tempo pode ser adjetivado como emocionante. Em apenas quatro minutos, os times marcaram três gols. O São Paulo foi quem inaugurou o placar com Luis Fabiano e, dois minutos depois viu Rafael Donato empatar para a Raposa. Aos 15, Lucas recolocou o Tricolor em vantagem.

 

No segundo tempo, Jadson marcou o terceiro gol do São Paulo, ainda aos 3 minutos. Cinco minutos depois, novamente Rafael Donato diminuiu a vantagem dos visitantes. Luis Fabiano, de pênalti, ainda teve a chance de marcar o quarto gol, porém, parou na defesa do goleiro Fábio.

Com a vitória, o São Paulo sobe duas posições e agora ocupa a 6ª colocação, com 12 pontos. Já o Cruzeiro perde a liderança para o Fluminense e cai para a segunda posição, com 14 pontos.

O JOGO

Nem de longe o São Paulo parece ser o mesmo dos tempos de Emerson Leão. Com nova postura tática em campo, o Tricolor protagonizou um duelo pra lá de emocionante com o Cruzeiro, durante o primeiro tempo. O saldo? três gols em apenas quatro minutos.

Apesar da fragilidade da defesa com Rhodolfo, João Filipe e Edson Silva – os dois últimos promovidos à titularidade para atuar no 3-5-2 -, o São Paulo ganhou força no meio campo com Maicon e na lateral direita com Douglas.

A força então foi exibida pelo Sampa logo aos 5 minutos. Em um contra ataque, Cortez recebeu pela direita e cruzou rasteiro para o Jadson. O camisa 10 mandou muito perto da trave direita do goleiro Fábio e quase marcou no estádio Independência.

Mas se a bola de Jadson teimou em não entrar, Luis Fabiano fez questão de ensinar o caminho que ela deveria fazer. Aos 11, depois de uma belíssima jogada de Douglas pela direita, o lateral tocou para Fabuloso, que só teve o trabalho de mandar para o fundo das redes.

O Cruzeiro, no entanto, não se abateu e também quis mostar ao Sampa que estava ligada no jgo. Dois minutos depois, Rafael Donato, o mesmo que falou no gol de Luis Fabiano, se redimiu e, de cabeça, marcou o gol de empate da Raposa.

Foi então que Lucas apareceu para recolocar o São Paulo à frente do placar novamente. Aos 15, Luis Fabiano, na raça, se livrou de três defensores e caiu. Na sequência, o oportunista camisa 7 ficou com a bola e tocou na saída do goleiro Fábio.

E como se a desvantagem não bastasse, o técnico Celso Roth perdeu Fabinho. Aos 31 minutos, o jogador deve de ser substituído por Souza, devido às dores na panturilha. A Raposa então mudou a forma de jogar e aproximou Montillo do atacante Wellington Paulista.

Depois foi a vez do interino Milton Cruz perder Rhodolfo. O zagueiro sentiu dores na coxa esquerda e saiu para a entrada de Paulo Miranda. O treinador do Sampa preferiu manter o esquema tático.

Na volta do segundo tempo, aquele mesmo Jadson que havia perdido o gol no início do primeiro tempo, marcou o terceiro do Tricolor. Aos 3 minutos, Maicon tocou para o Cortez, que parou nas mãos de Fábio. No rebote, Jadson não desperdiçou e ampliou a vantagem do São Paulo.

E lembra da fragilidade da defesa do São Paulo? Ela foi a responsável pelo segundo gol do Cruzeiro e segundo do defensor Rafael Donato. Aos 8, após cobrança de escanteio pela direita, Léo desviou de cabeça, e Rafael Donato, também de cabeça, marcou.

O São Paulo ainda teve a chance de marcar o quarto gol, entretanto, Fábio evitou uma goleada dos visitantes. Aos 18, Lucas foi derrubado dentro da área por Souza e Luis Fabiano foi para a cobrança de pênalti. Fabuloso chutou no lado direito do goleiro, que foi buscar.

Na próxima rodada, o Cruzeiro mede força contra o Internacional, sábado, às 18h30, no Beira Rio. Já o São Paulo recebe o Coritiba – adversário que o eliminou da Copa do Brasil -, domingo, às 16h, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 3 SÃO PAULO

Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data/ hora: 30/06 – 16h20
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Rodrigo Pereira Joia
Renda/ público: R$ 605.095/ 17.695
Cartões amarelos: Denilson, Luis Fabiano, Douglas e Denis (SPO); Weelington Paulista e Willian Magrão (CRU)
Cartões vermelhos: –

GOLS: Luis Fabiano 11’/1T (0-1); Rafael Donato 13’/1T (1-1); Lucas 15’/1T (1-2); Jadson 3’/2T (1-3); Rafael Donato 8’/2T (2-3)

CRUZEIRO: Fábio; Léo, Victorino, Rafael Donato e Everton; Leandro Guerreiro, Charles (Wallyson 11’/2T), Tinga (Willian Magrão 34’/2T) e Montillo; Fabinho (Souza 31’/1T) e Wellington Paulista. Técnico: Celso Roth.

SÃO PAULO: Denis, João Filipe, Rhodolfo (Paulo Miranda 38’/1T) e Edson Silva; Douglas, Denilson, Maicon, Jadson (Cícero 21’/2T) e Cortez; Lucas (Casemiro 36’/2T) e Luis Fabiano. Técnico: Milton Cruz

2 comentários em “São Paulo consegue grande vitória e traz de volta a paz

  1. Acha que esse título “São Paulo consegue grande vitória e traz de volta a paz” é real????

    Me diz onde foi a grande vitória? e acha que com esse time teremos paz????

    Temos é que continuar com os protestes mesmo, pois esse time é uma casa de HORRORES, escapou de perdedr uma vitória que poderia ser mais f´zcil!

    Olha Paulo, vou parar poraqui, porque senão ainda vou ter um infarto com esse amontoado de jogadores RUINS!

  2. Vamos com calma, o setor defensivo é fraco, o jogo mostrou isso, o São Paulo deve efetivar o esquema 3-5-2, e contratar 2 zagueiros de bom nível, bem como dois bons volantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*