São Paulo conhece mais cidades no Japão que em países vizinhos

O São Paulo é o clube brasileiro com mais participações na Libertadores (16 vezes) e é frequentador assíduo dos países vizinhos. Mas a ligação com o Japão é tão grande que o Tricolor conhece melhor o território onde disputará a Copa Suruga nesta quarta-feira do que qualquer outro da América do Sul.

Kashima, palco do duelo com o Kashima Antlers, às 7h (19h do horário local) , será a oitava cidade na qual o São Paulo fincará sua bandeira no Japão. Em todo o mundo, só no México o clube passou por mais locais: nove municípios.

Acostumado com o ritmo frenético de Tóquio, onde foi duas vezes campeão do mundo, o Tricolor pode levantar seu quinto troféu no país na cidade com estilo de vida diferente.

– O hotel aqui é um pouco afastado do centro, mas lá no centro também não tem nada (risos). Eu só saía para jantar – explicou Autuori, que morou por um ano na região, quando dirigiu o Kashima Antlers, em 2006.

Kashima tem cerca de 70 mil habitantes e muitos deles estarão no Kashima Soccer Stadium, palco que recebeu jogos na Copa do Mundo de 2002, na torcida pelos Antlers. Estádio que pode até marcar a última conquista de Ceni pelo São Paulo.

O goleiro, que fez história em Yokohama, em 2005, vai se aposentar no fim desta temporada. Mal colocado no Brasileirão, a equipe terá apenas a Copa Sul-Americana como outra oportunidade de título em 2013.

Rogério Ceni também esteve no Japão na conquista do bi mundial do Tricolor, em 1993. Maior ídolo do clube, o capitão sabe o tamanho da identificação do torcedor com o país.

– Isso aqui é um título internacional, tem um peso muito grande para a história do clube. Eu vim aqui há 20 anos pela primeira vez e o São Paulo tem um nome muito grande neste continente. Eu, ainda bem, nunca perdi uma partida jogando com o São Paulo e com a Seleção Brasileira. E gostaria de manter essa escrita. Apesar de ser um único jogo, assim como em 1993 foi um jogo só, campeonato mundial e um jogo histórico. Acho que não se equivalem, mas acho que teria um gosto muito bacana para o torcedor são-paulino. E é o que a gente vai tentar fazer – declarou o capitão.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.