São Paulo cogita estender contrato por um ano e meio para segurar Lucas

A diretoria do São Paulo já estuda uma maneira de segurar o meia-atacante Lucas por mais um tempo no Brasil. O diretor de futebol Adalberto Baptista afirmou que é possível o clube estender o contrato do jovem, que vai até 2015, por mais um ano e meio. Na última vez que o contrato de Lucas foi alterado, no ano passado, ele ganhou aumento salarial e sua multa rescisória também cresceu.

“Pode ser que mexa”, admitiu o cartola nesta segunda-feira. “Ele tem um contrato, tem mais quatro anos de contrato. Pode ser que a gente chame pra prorrogar, pra renegociar, pra estender. Pode ser que o chamemos pra mais um ano e meio”, completou. A ideia de renovar é uma das teses defendidas pelo agente de Lucas, Wagner Ribeiro, que trabalhou na negociação do meia-atacante com o Manchester United.

Baptista negou que haja uma negociação em curso neste momento com o clube inglês. “Recebemos uma proposta, não aceitamos e [a negociação] está fechada”. A serviço da seleção brasileira em Londres, Lucas é reserva e tem entrado apenas nos minutos finais dos jogos. Na capital inglesa, ele está acompanhado de seus pais. O diretor do São Paulo nega que a presença do pais de Lucas na Inglaterra tenha relação com um possível acerto com o Manchester.

“A família do Lucas foi para acompanhar a Olimpíada, eles já tinham falado que iam. A viagem era pra acompanhar o filho, como qualquer um que tivesse filho numa competição assim faria. Não tem nada a ver com negociação, com conversa, nada”, declarou Baptista, que ainda aproveitou para cutucar o técnico Mano Menezes. “Agora o Lucas está focado, e é nosso interesse que ele apresente o seu melhor futebol, por mais que não esteja sendo bem aproveitado na seleção”. Em seguida, o cartola recuou: “É só minha opinião pessoal.”

Nesta segunda-feira, Lucas foi convocado para um amistoso festivo da seleção brasileira, que acontecerá no dia 15 de agosto. Assim, ele desfalcará o São Paulo no mesmo dia, contra o Náutico, pelo Brasileiro.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*