São Paulo adota discurso de postura combativa na reta final do Brasileiro

Apesar de conhecer as dificuldades que o aguardam em sua jornada na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o São Paulo não vai jogar a toalha. Distante quatro pontos do líder Palmeiras, o Tricolor se mantém confiante e fala em buscar a diferença para o rival nas dez rodadas que restam para o fim da competição nacional.

– Temos mais dez rodadas para tirar a diferença. Para isso, temos que voltar a mostrar aquele time que mostramos em vitórias importantes, como no jogo contra o Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, entre outros. Temos que reagir o quanto antes, e contra o Inter é a hora – afirmou o capitão Hudson.

Depois de liderar o Brasileirão e, inclusive, vencer o primeiro turno, o São Paulo caiu de rendimento e foi perdendo posições. Há um mês sem vencer, o Tricolor viu o Palmeiras tirar a diferença de pontos e abrir quatro de vantagem na briga pelo título. Apesar disto, o discurso no CT da Barra Funda é de seguir com a cabeça erguida.

– Jogar a toalha? Estamos a 10 rodadas do fim do campeonato, com chance de conquistar nosso objetivo. Temos que juntar força, sair dessa situação adversa, e subir de novo. Chegou o momento decisivo e a reta final é um novo campeonato. Queríamos chegar entre os que estão buscando o título nas últimas dez rodadas. Se a gente tiver um bom resultado contra o Internacional, volta tudo ao normal – discursou o centroavante Diego Souza.

No próximo domingo, às 16h, o São Paulo mede forças com o Internacional, pela 29ª rodada do Brasileirão, em pleno Beira-Rio. Os colorados ocupam a vice-liderança do campeonato nacional e, por isso, o jogo é considerado decisivo para o Tricolor do Morumbi.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “São Paulo adota discurso de postura combativa na reta final do Brasileiro

  1. Mesmo que ganhe do inter ainda assim mesmo vai depender das pepas perderem para encostar, entao temos o se eles perderem e nos ganharmos e tb tem que alem das pepas estamos em quarto nao depende só de nós.

  2. Precisa lembrar as jogadores que agora nao depende mais somente de nossas vitórias pq eles estao a 4 pontos a nossa frente e ja nao jogamos contra eles, tem que torcer e rezar muito para eles perderem pontos e nos nao perder mais.

  3. Esses caras poderiam falar menos e jogar mais.
    Muita conversinha e pouca atitude.
    Certamente deveriam ter vergonha de serem “o azarão” do campeonato, mas nem isso motiva esses jogadores mesmo estando em um gigante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*