São-paulino vê lado positivo em jogar segunda-feira: secar os rivais

Quando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu mudar o jogo entre São Paulo e Goiás de sábado para segunda-feira, devido ao segundo turno das eleições presidenciais, os tricolores não esconderam a insatisfação com a entidade. Mas há quem tenha gostado da alteração, como Michel Bastos. Para o meia, a equipe poderá se planejar melhor por saber os resultados dos concorrentes pelas posições de cima da tabela.

– Seria bom descansar no domingo (como os outros times). Ajudaria bastante. Desde que cheguei, pelo calendário, senti muito desgaste. Apesar de querer estar com meus amigos, pude descansar agora (no empate sem gols com a Chapecoense na última quarta-feira). É sempre bom descansar, mas vamos fazer dessa forma. Os jogadores estão acostumados. Independente dos resultados, teremos que entrar para ganhar. Ir para o jogo sabendo que os rivais diretos tropeçaram é bom – opinou o camisa 7.

Se por um lado o São Paulo pode entrar em campo, às 20h30 de segunda, mais tranquilo com os possíveis tropeços dos rivais por uma vaga no G4, um cenário pessimista pode fazer com que o time jogue pressionado contra o Goiás. Caso o Corinthians, Atlético-MG, Internacional e Grêmio vençam no sábado, o Tricolor pode cair para a sexta colocação do Campeonato Brasileiro.

– Seria mesmo uma pressão a mais para a gente. Mas, como sempre, tento levar as coisas para o lado positivo. Se chegar na segunda-feira sabendo que um resultado negativo vai complicar a gente, o time chega com mais força para não errar. A gente vai saber que não pode perder – afirmou o meia, que deve ocupar a vaga do suspenso Kaká na equipe.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*