Santos pressiona, e CBF pode vetar presença são-paulina na Copa Audi

A participação do São Paulo na Copa Audi está ameaçada. Apesar de o clube e a organização do torneio já terem anunciado datas e horários das partidas de modo oficial, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não concedeu autorização para a equipe atuar em Munique nos dias 31 de julho e 1º de agosto, quando tem compromisso no Campeonato Brasileiro.

A aprovação é exigida no regulamento geral da entidade: “Compete à DCO decidir sobre os pedidos dos participantes das competições para, no curso destas, realizarem partidas amistosas”. Não seria permitido, por exemplo, entrar em campo com juniores no Brasileiro e, sem a devida liberação, disputar paralelamente o torneio na Alemanha com o grupo principal.

O Santos diz ter recusado convite da Audi justamente por não ter o aval, está atento aos desdobramentos e pressiona a CBF a adotar a mesma medida com relação ao São Paulo.

Reprodução

Ainda nesta quinta-feira, clube divulgou nota reforçando participação na competição amistosa, entre julho e agosto, com Bayern de Munique, Milan (Itália) e Manchester City (Inglaterra)

“Tínhamos interesse em participar. Enviamos um ofício, mas nossa ida foi vetada, porque teriam que mudar dois jogos no Brasileiro, em um ano em que o calendário está comprometido pela Copa das Confederações”, disse o superintendente de esportes santista, Felipe Faro, à GE.Net. “Então me estranha muito o São Paulo divulgar que vai participar. Não acredito que dois afiliados possam ser tratados de maneiras tão distintas”.

 

A CBF ainda não se pronuncia a respeito. Na tabela do Brasileiro, no entanto, constam compromissos do São Paulo em 31 de julho (contra o Náutico, no Recife) e 4 de agosto (diante do Bahia, na capital paulista), além de duelo com o Internacional, em 7 de agosto. Este certamente será adiado, tendo em conta que nesta data a equipe encara o Kashima Antlers (vencedor da Copa da Liga Japonesa), no Japão, pelo título da Copa Suruga, chancelada pela Conmebol.

José Francisco Manssur, assessor da presidência, não demonstra preocupação. “A Audi não teria oficializado nossa participação se não tivéssemos entregado todas as garantias de que poderemos disputá-la. Parece óbvio, não?”, respondeu o são-paulino.

Não é bem assim. Embora o clube tenha reforçado nesta quinta-feira que estará ao lado de Bayern de Munique, Milan (Itália) e Manchester City (Inglaterra) no torneio, ainda não há sinal verde da CBF nem das emissoras de televisão que detêm os direitos de transmissão do Brasileiro. Marco Polo Del Nero, vice da entidade e presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), é quem tenta costurar acordo entre as partes e o Santos, que se vê prejudicado.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Santos pressiona, e CBF pode vetar presença são-paulina na Copa Audi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*