Santos fala em aliciamento de São Paulo a nova revelação

O Santos soube que São Paulo tentou fazer uma oferta em dinheiro por sua nova revelação da base, disse na quarta-feira o vice-presidente alvinegro, Odílio Rodrigues da Silva. A informação foi passada à diretoria pelo pai de Gabriel Barbosa, de 16 anos, que acaba de assinar o primeiro contrato profissional com o Santos. Sua multa rescisória é de cerca de R$ 131 milhões.

O caso de tentativa de aliciamento é mais uma polêmica entre as diretorias dos dois clubes, cuja relação estremeceu bastante durante a negociação de Paulo Henrique Ganso.

“Tivemos uma reunião com o pai dele [Gabriel] e com o empresário, e nos disseram que o São Paulo tinha oferecido dinheiro para o jogador, foi essa a informação que recebemos”, afirmou Odílio nos vestiários do Pacaembu após a vitória sobre a Universidad Católica na quarta-feira.

O pai de Gabriel (apelidado de Gabigol), Valdemir Silva, já comentava, desde o começo das conversas com o Santos, sobre um suposto interesse do São Paulo em seu filho. Entre os que acompanharam a negociação, os comentários seriam uma forma de valorizar o jogador. O clube do Morumbi, porém, nega que tenha investido para contratar o atleta.

O empresário de Gabriel, Wagner Ribeiro, afirmou que sempre teve como primeira opção o Santos e nunca quis saber de ouvir propostas de outros clubes. “A mim, não chegou nenhuma conversa até porque eu não estava disposto a recebê-las. Não acredito que uma equipe profissional vá querer ficar chamando jogador da base de outra assim”, disse.

O desentendimento entre as duas diretorias ficou evidente no desenrolar do caso Ganso e não diminuiu depois que o meia finalmente acertou contrato com o Morumbi.

Quando se fala em disputa por jogadores, a cartolagem são-paulina se acha capaz de competir com maior poder de fogo do que a santista e não se intimida ao fazer propostas a atletas pretendidos pelos rivais.

Do lado do Santos, o apetite tricolor por contratações é visto como um fator de inflação no mercado de jogadores. Gabigol, por exemplo, assinou contrato com multa rescisória apenas um pouco menor que a de Neymar (R$ 131 milhões x R$ 170 milhões).

Fonte: Uol

3 comentários em “Santos fala em aliciamento de São Paulo a nova revelação

  1. Esse pessoal das diretorias dos clubes sao um bando de demagogos. Quando é ele quem faz, tudo é lícito e, quando é o outro que faz vira aliciamento, falta de ética, etc….
    Qual é o problema em se fazer uma proposta de trabalho para um profissional. O direito do profissional é aceitar ou recusar.
    Se ele estiver satisfeito com a empresa em que trabalha ele recusará e se estiver insatisfeito, aceitará.
    Portanto, cada empresa é que cuide de seus funcionarios e os mantenham motivados. SIMPLES ASSIM.

  2. ESTE MESMO GABIGOL ERA JOGADOR DO FUTSAL DO SÃO PAULO E FOI LEVADO PARA FAZER TESTE NA BASE DO SÃO PAULO E NÃO FOI ACEITO, MOTIVO DA DISPENSA, ELE ERA MUITO PEQUENO.

    • Isso acontece de muito, o Ronaldo não foi aceito no São Paulo, Hernanes no Corinthians. Quanto a isso eu nem me preocupo, as vezes o cara não estava bom no dia ou tinha alguém melhor do que ele, tudo isso deve ser analisado.
      Mas o Santos está com birrinha só porque contratamos o Ganso e acha que é vítima, por isso tudo que o São Paulo se envolver com ele, esse time da baixada tentará ser a vítima da história. Vai ser igual aquela história quando o São Paulo liberou 10% pro Corinthians no Morumbi, os caras sabiam que o Tricolor podia fazer aquilo mas ficaram se fazendo de vítima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*