Sabella aceita ganhar menos que Muricy, mas pode adiar resposta

A reunião de diretoria do São Paulo na noite de segunda-feira esclareceu internamente, entre dirigentes do clube, a situação da negociação com o técnico argentino Alejandro Sabella, neste momento alvo principal para suceder Muricy Ramalho. Os presentes ouviram da cúpula que Sabella ainda não acertou salários, mas que já sinalizou que aceita ganhar cerca de R$ 400 mil mensais, valor inferior ao do ex-treinador.

O São Paulo se tranquilizou ao ouvir que não haverá entrave financeiro na negociação com Sabella. Essa era uma preocupação da diretoria, que ainda não conseguiu conversar sobre valores diretamente com o argentino. Apesar da notícia positiva, causa preocupação a falta de uma resposta definitiva nesta terça-feira. Até a última sexta-feira, o São Paulo acreditava que poderia fechar e assinar contrato com Sabella até terça, algo que pode não acontecer até o fim do dia.

Diferentemente do que se planejava na sexta-feira, o São Paulo não está esperando uma resposta de Sabella para as próximas horas. A diretoria acredita que a posição definitiva do argentino pode ser anunciada só na sexta-feira, dia 17, prazo dado por Sabella desde o início da negociação. O clube, obviamente, prefere receber o aviso o mais cedo possível.

Muricy Ramalho recebia R$ 500 mil mensais no São Paulo. Os cerca de R$ 400 mil para Sabella são menos também do que o clube gastaria com Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga. Do estafe de Sabella, o clube do Morumbi ouviu que a pedida não estará fora deste patamar. Ainda é preciso, no entanto, falar sobre outros detalhes do contrato, como duração e modelo de rescisão.

É grande o otimismo entre dirigentes do São Paulo para o acerto com Sabella. A pressa inicial dos são-paulinos pelo acerto foi amenizada pelo bom desempenho do time nos últimos dois jogos, sob o comando do coordenador e técnico interino Milton Cruz – duas vitórias por 3 a 0, contra Portuguesa e Red Bull Brasil, com alterações táticas e boas atuações de Paulo Henrique Ganso e Alexandre Pato.

O argentino afirmou ao São Paulo desde o início da negociação que tem prioridade por treinar na Europa e que aguarda uma resposta do Manchester City, da Inglaterra, sobre a possibilidade de substituir o chileno Manuel Pellegrini. Não preocupa ao São Paulo a demissão de Mauricio Pellegrino do comando do Estudiantes, da Argentina, clube do qual Sabella é ídolo e com o qual ele conquistou a Copa Libertadores de 2009. Segundo o Diário Olé, ele é um dos cotados para o cargo.

Caso não haja acordo com Alejandro Sabella, o São Paulo vai esperar o fim do Campeonato Carioca para voltar a falar com Vanderlei Luxemburgo, que não é consenso no clube, mas tem grande apoio do presidente Carlos Miguel Aidar. Apesar do próprio Aidar ter descartado o nome publicamente, as portas estarão abertas para Luxemburgo caso não se chegue a um acordo com o argentino. A terceira via, em caso de fracasso nas duas frentes, seria aguardar o treinador da seleção chilena Jorge Sampaoli, também argentino, até o início de julho, após o fim da Copa América.

 

Fonte: Uol

4 comentários em “Sabella aceita ganhar menos que Muricy, mas pode adiar resposta

  1. Qual Luxemburgo vocês querem, aquele que não ganha nada há dez anos, só estaduais? Aquele que quase rebaixou o Fluminense da Unimed há menos de dois anos? Aquele que tem menos títulos que o Muricy e que ficou sistematicamente atrás do nosso ex-técnico nos últimos Brasileiros? Aquele que perdeu a Taça Guanabara para o Botafogo e que só empatou com o Vasco com ajuda da arbitragem? Aquele que jamais venceu uma Libertadores, mesmo com Parmalat e Hicks Muse bancando tudo o que ele pedia? Ou aquele de 94 a 2003? Se for o de 94 2003, eu também queria, mas esse não existe faz tempo. O que existe agora é o outro.

  2. Isso é uma enorme enganação, esse Sabella não virá e essa demora é para esperar o Luxa terminar o campeonato carioca, escrevam o que estou dizendo, pelo menos e pelas noticias que tenho acompanhado é a minha opinião!

    Na verdade eu também prefiro o Luxa…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*