Rogério Ceni minimiza participação na decisão de Muricy continuar

O goleiro Rogério Ceni marcou um gol na vitória por 3 a 0 sobre o Linense, neste domingo, e ajudou o São Paulo a amenizar um pouco a crise causada pela derrota para o Palmeiras. Apesar de ter sido citado por Muricy Ramalho como participante da reunião que manteve o treinador no clube, o capitão são-paulino minimizou sua influência na decisão da diretoria.

“Só fui convidado no final, nem estava sabendo que estava acontecendo a reunião. Só estive presente por cinco minutos”, declarou o goleiro. Depois de ter perdido para o Palmeiras, Muricy Ramalho entregou o cargo por duas vezes à diretoria, mas acabou convencido a continuar.

Na sexta, o técnico citou a presença de Rogério Ceni na conversa realizada na tarde de quinta. Sem detalhar o que disse no encontro, o goleiro reconhece que não seria bom para o clube a troca de comando, ainda mais estando prestes a jogar contra o San Lorenzo.

Rubens Chiri/Site Oficial SPFC

Rogério Ceni participou do fim da reunião que determinou a permanência de Muricy no São Paulo

“Em qualquer clube, a troca em cima de um jogo importante é complicada. O Muricy conhece bem o clube, mas participei só no fim da reunião, porque foi pedido para que eu fosse para lá como capitão”, declarou, para completar.

“É uma decisão muito deles, da diretoria e do Muricy. Ele se sente competente para dirigir o time, e a diretoria acredita que tem o técnico que pode conduzir o São Paulo a vitorias”, acrescentou.

Classificado antecipadamente para a próxima fase do Paulistão, o São Paulo se concentra agora para o compromisso diante do San Lorenzo, na quarta-feira, em Buenos Aires, pela Copa Libertadores da América. Segundo colocado do grupo 2, o Tricolor tem seis pontos, três a mais do que o time argentino.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*