Rogério Ceni considera jogo em La Paz um teste para pegar Strongest

A partida contra o Bolívar é encarada pelo São Paulo como um teste para a fase de grupos daCopa Libertadores da América. Apesar de o discurso ainda ser de respeito ao adversário desta quarta-feira, o goleiro Rogério Ceni admite que a oportunidade de atuar em La Paz é importante para o time se habituar à altitude, já que o Tricolor voltará à cidade na próxima etapa do torneio continental.

“Primeiro, nós temos de nos classificar. Mas acho que já serve muito para o pessoal ter uma experiência porque, se passarmos para a próxima fase, vamos jogar no mesmo estádio, só mudaria o time, que seria o The Strongest”, ponderou.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Goleiro Rogério Ceni ainda fala com respeito do Bolívar, mas já pensa também no The Strongest

Caso confirme a classificação, o São Paulo se credenciará para o Grupo 3 da Libertadores, que já conta com Atlético-MG, Arsenal Sarandí e The Strongest. Com isso, o time de Ney Franco já sabe que terá de voltar à capital boliviana no dia 4 de abril, para encarar a outra equipe local.

Rogério Ceni tem em seu currículo atuações na cidade e usa a experiência no torneio continental para prever a estratégia do Bolíviar na partida da noite desta quarta.

“Eles vão pressionar, bater muito a gol e temos de estar preparados para isso. Joguei duas vezes contra o The Strongest lá e, em uma das partidas, eles batiam para o gol mesmo em saídas de bola. Isso é natural e temos de saber nos posicionar bem”, afirmou.

Na primeira partida da pré-Libertadores, no estádio do Morumbi, o São Paulo goleou o Bolívar por 5 a 0. Com isso, o Tricolor pode se classificar mesmo se for derrotado por 4 a 0 em La Paz, a 3.660 metros acima do nível do mar. Se fizer gol, o time brasileiro avançará mesmo se for derrotado por cinco gols de diferença.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*