Rogério Ceni afirma: ‘Vou tentar jogar até o fim deste mês’

Depois da derrota para o Vasco, Luis Fabiano afirmou que a situação do São Paulo vai ficar ainda pior. No entanto, um fato importante pode ir contra a previsão do atacante: Rogério Ceni está muito perto de voltar ao time.

– Até o fim deste mês eu vou tentar jogar. Estou melhorando. Ainda não tem uma data definida, mas espero que seja bem próximo, bem próximo – declarou o goleiro, em rápido contato com a reportagem do LANCENET!, no Morumbi, antes acompanhar a partida de quarta-feira.

 

Como não vai atuar domingo, contra o Figueirense, voltar em julho significa enfrentar o Atlético-GO (dia 25) ou Flamengo (dia 29). O mais provável é que fique para o duelo com os cariocas, que acontecerá em casa. A data também ultrapassa seis meses da recuperação do ombro direito, realizada dia 27 de janeiro.

Nesta quinta, Rogério Ceni deu mais sinais de sua evolução. Em jogo-treino no CT, mostrou que até a pontaria continua calibrada e marcou um gol de falta.

Os próximos dias serão decisivos para definir a volta do capitão.

– Tudo depende de como ele estiver na segunda-feira. Aí poderemos saber se vai jogar, ou não, no fim de semana. Mas não me espantaria se voltasse antes – analisou Haroldo Lamounier, preparador de goleiros.

Desde o começo da temporada, o camisa 01 marca presença nos jogos do Tricolor no Morumbi. Na quarta-feira, passou pelo saguão com pressa, já que faltavam menos de 30 minutos para a bola rolar. Mesma pressa que tem para voltar a jogar. Mas o sofrimento está acabando e, no próximo jogo em casa, o ídolo pode ir para dentro de campo. Dias melhores?

Zetti, goleiro que antecedeu Rogério Ceni no gol do São Paulo:

“Eu acho que é importantíssima a presença do Rogério Ceni em campo. Principalmente pelo momento em que o São Paulo passa, em que há uma transição de treinador e a equipe está insegura no Campeonato Brasileiro.

Ele traz essa confiança para os jogadores. E não é só a presença dele que ajuda bastante, a palavra de incentivo no vestiário também tem muita importância para o time.

Eu não tenho conversado com o Rogério recentemente. A última vez que falei com ele foi no Dia do Goleiro (26 de abril). Ele é maduro e sabe que tem de voltar com uma condição muito boa. Apesar do Rogério ser guerreiro, ele não vai entrar em campo com dor. Ele só vai entrar se estiver em condições de desempenhar bem sua função.

Esses seis meses em que o Rogério esteve lesionado, eu acho que foi uma grande oportunidade para o Denis mostrar o potencial que tem. Mostrar que não é fácil ficar na reserva de um ídolo, e entrar nessa situação. As pessoas cobram que tem de ser igual ao outro, mas cada um tem o seu jeito de jogar. E o Denis demonstrou segurança.

Existe uma grande concorrência entre os goleiros da nova safra em vários clubes. E o Denis mostrou que tem condições de ser o substituto do Rogério Ceni.”
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*