Ricardo Gomes admite que vitória o segurou como técnico do São Paulo

Ricardo Gomes nunca escondeu que vivia uma situação delicada no São Paulo. Depois da derrota para o Santos, no meio de semana, o técnico acumulou cinco rodadas seguidas sem conseguir levar o Tricolor à vitória e, consequentemente, a equipe se aproximou como nunca neste Campeonato Brasileiro à zona de rebaixamento. Nesta segunda, Ricardo Gomes não escondeu que a virada em cima do Fluminense, por 2 a 1, pode ter evitado o que seria o fim de mais uma passagem sua pelo São Paulo, mas garantiu que sempre contou com o respeito de todos no clube.

“Desde que eu cheguei ao São Paulo. O ambiente é bom. Eu conheço bem a casa. Mas não adianta. O número de resultados negativos estava sufocando todo mundo. Jogador, comissão técnica, diretoria, ainda mais na nossa cultura. É normal. Desde que cheguei ao São Paulo recebi apoio. Não mudou nada. Agora, com certeza, mais uma derrota hoje seria mais provável uma outra situação. É assim mesmo. Não dá para fugir, não”, reconheceu, em entrevista coletiva logo após o confronto da 31ª rodada, e ciente de que o presidente Leco não descartou Rogério Ceni como sucessor ao cargo pouco antes da bola rolar nessa segunda.

Ao avaliar a vitória que lhe deu mais tranquilidade para trabalhar, Ricardo Gomes comentou aquilo que todos viram. Depois de um primeiro tempo fraco, sua equipe encontrou uma nova maneira de jogar na etapa final, principalmente depois das substituições feita pelo própria treinador.

“Mantemos uma boa organização, isso depende do sistema defensivo, que hoje, no segundo tempo, vimos um São Paulo diferente, com mais coesão no jogo, toque de bola, e o meio com mais inspiração. O que faltou em quatro (na verdade, cinco) jogos que jogamos bem e não vencemos era a inspiração”, comentou o técnico tricolor, adiantando que a vitória desta segunda terá o mesmo peso de um novo triunfo no próximo sábado, contra a Ponte Preta, no Morumbi.

“Todas as vitórias são importantes. Três pontos. É que nós passamos por um momento perigoso. Por exemplo, você pega os números contra o Santos, posse de bola, passes, finalização… E zero gols. Hoje, com um bom segundo tempo, conseguimos desencantar. Agora, três pontos, na situação como estávamos, muito bom. Mas é só o inicio da recuperação. Esperamos no sábado uma situação diferente, com mais moral e mesmo jogo. Esse segundo tempo que foi marcante para pensar na recuperação definitiva”, concluiu Ricardo Gomes.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Ricardo Gomes admite que vitória o segurou como técnico do São Paulo

  1. O Ruincardo Gomes é muito boa pessoa: merece ser feliz em qualquer coisa que determinar fazer. Entretanto, como treinador, precisa mudar sua visão ou sua forma tática de distribuir os jogadores em campo; precisa melhorar sua visão do que está acontecendo durante os jogos, até para parar de dizer coisas como: que o time jogou bem os últimos 6 jogos só que não ganhou 5. É não saber ver a realidade; isto, não ver a realidade, acaba atrapalhando nas suas substituições que conseguem piorar o que já estava ruim. Ontem foi a exceção à regra, e as substituições foram impostas pelo desespero de quem já se sentia desempregado: e deram certo. Aí vem a entrevista e ele é sincero quanto a que o resultado o segurou no cargo; porem,se ele foi sincero, também, em dizer que o time estava jogando bem … é de doer: não vai virar!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*