Reunião do Conselho tem apresentação de Raí e drible no estatuto

A reunião do Conselho de Administração do São Paulo, na última segunda-feira, marcou a saída de Raí, que assumiu o comando do futebol e apresentou ideias do novo trabalho. O encontro também teve duas votações controversas, para novas funções de duas pessoas próximas ao presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Num drible no estatuto que sua própria gestão aprovou, em dezembro do ano passado, Leco indicou Marcio Aith, ex-diretor de comunicação e marketing, para a vaga de Raí no Conselho.

O Capítulo 10 do novo estatuto trata do Conselho de Administração. Ele é formado pelo presidente, o vice, três membros do Conselho Deliberativo, um do Consultivo, e outros três independentes.

Aith foi executivo de comunicação e marketing entre abril e dezembro. A manobra para colocá-lo no Conselho de Administração alega que quando se refere a “cargos permanentes”, o estatuto fala de conselheiros vitalícios, já que não há outros cargos dessa natureza.

Além de Leco, a indicação de Aith teve outros três votos a favor e um contrário. Os outros independentes – Júlio Conejero e Saulo de Castro Abreu – não podem votar na indicação de um membro da mesma classe.

Leco em treino do São Paulo no CT (Foto: Marcelo Prado)

Leco em treino do São Paulo no CT (Foto: Marcelo Prado)

  • SIM: Leco (presidente), Júlio Casares, Adilson Alves Martins e Silvio Médici (Conselho Deliberativo)
  • NÃO: Roberto Natel (vice-presidente)
  • ABSTENÇÃO: José Eduardo Mesquita Pimenta (Conselho Consultivo)

Em seguida, Leco nomeou Leonardo Serafim para a diretoria executiva jurídica, e teve êxito por cinco votos a três. Os que foram contrários à indicação alegaram que já é excessivo o número de conselheiros e sócios remunerados na gestão. A eles, o presidente assegurou que os próximos executivos de marketing e comunicação, substitutos de Aith, virão de fora.

VOTAÇÃO DA NOMEAÇÃO DE SERAFIM:

  • SIM: Leco (presidente), Júlio Casares, Adilson Alves Martins e Silvio Médici (Conselho Deliberativo), Marcio Aith e Saulo de Castro Abreu (independentes)
  • NÃO: Roberto Natel (vice-presidente), José Eduardo Mesquita Pimenta (Conselho Consultivo) e Júlio Conejero (independente)

CONSELHEIROS REMUNERADOS NA GESTÃO LECO:

Leonardo Serafim (diretor jurídico)
Rodrigo Gaspar (diretor administrativo)
Elias Albarello (diretor financeiro)
Eduardo Rebouças (diretor de infraestrutura)
Edson Lapolla (gerente de marketing)

Fala, Raí!

Antes das votações, Raí fez uma apresentação baseada nos cursos em que fez na Europa, com modelos de gestão de futebol em grandes clubes, missões e valores que terá no São Paulo, e recebeu elogios. Ele já está trabalhando, completamente imerso na nova função.

Fonte: GLobo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*