Respaldado por novo diretor, Michel Bastos fala em ficar no São Paulo

Michel Bastos recebeu voto de confiança do novo diretor de futebol do São Paulo, Luiz Antonio da Cunha. No treino desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, o dirigente teve conversa com o meia para lhe dar respaldo.

O papo agradou ao atleta, dúvida para o clássico deste domingo, com o Santos, às 18h30, na Vila Belmiro. Ele se recupera de um estiramento na coxa direita, mas treinou como titular na equipe do técnico Edgardo Bauza.

– É alguém que chegou agora e conhece a minha situação aqui dentro. Foi uma conversa muito produtiva. Fiquei feliz pelas palavras dele e a confiança que me passou. Foi ótimo. Disse que posso contar com ele para o que der e vier. Foi legal – disse.

Recentemente alvo do Internacional, Michel Bastos agradeceu o interesse dos clubes que o procuraram, mas disse priorizar a permanência no São Paulo. O desejo do meia é mudar a imagem negativa recente e dar a volta por cima, antes de uma eventual transferência futura.

– Estou evitando ter contato com outros clubes. Tenho foco no São Paulo. Nunca saí dos clubes por onde passei com uma situação como a que vivo hoje no São Paulo. Se tiver de sair, quero sair pela porta da frente e bem. Minha vontade não é sair do São Paulo. Se algum momento não tiver mais espaço, beleza. Fico lisonjeado pelas procuras que se especulam, mas minha prioridade é o São Paulo – afirmou.

Michel Bastos também lamentou a demissão de Milton Cruz, antigo coordenador técnico e integrante do departamento de análise de desempenho. Além dele, Ataíde Gil Guerreiro foi deslocado da vice-presidência de futebol para a diretoria de relações institucionais. Agora, o Tricolor quer contratar um ex-jogador para compor a estrutura de futebol, e Pintado, atual técnico do Guarani, é um dos nomes cotados.

– O Cunha chegou em um momento de cobranças pelos resultados. Quando há uma mudança é para melhorar. Ele veio para nos ajudar e algo vai fazer para mudar. Se a palavra foi essa, de que é um momento para chacoalhar, e se é o que está faltando, bora (sic) – afirmou.

– Se for positivo para o grupo (novo profissional que seja ex-jogador), precisamos de coisas que ajudem. Eu gostava muito do Milton, foi uma das pessoas responsáveis por me trazer ao São Paulo. Espero que essa mudança seja positiva. Sinceramente, não sabia que seria um ex-jogador, mas espero que nos ajude – completou.

O jogador, por fim, admitiu que o São Paulo está devendo futebol na temporada. O time é o líder do grupo C, com 17 pontos, e quebrou jejum de cinco partidas sem vitórias ao vencer o Botafogo-SP, quarta-feira, por 1 a 0, no Pacaembu.

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Respaldado por novo diretor, Michel Bastos fala em ficar no São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*