René Simões critica gestão: “O São Paulo está esquecendo sua grandeza”

Sem treinador há três semanas, desde a saída de Muricy Ramalho por motivos de saúde no início de abril, o São Paulo vive uma indefinição nos bastidores a respeito do nome de seu substituto após descartar o argentino Alejandro Sabella. Ex-diretor técnico das categorias de base do Tricolor (entre fevereiro e novembro de 2012), o atual comandante do Botafogo, René Simões, criticou a gestão do clube do Morumbi por deixar suas questões de bastidores expostas à mídia e se esquecer da grandeza são-paulina.

“O São Paulo está se esquecendo da grandeza dele. Quando eu fui visitar o Barcelona, fiquei impressionado ao ser recebido lá com os elogios e as palavras que ouvi a respeito da grandeza do São Paulo. O clube tem que ter esse cuidado de não deixar nada vazar. O trabalho que conseguimos fazer no Botafogo hoje é porque não vazou nada, nenhuma informação, sobe nenhuma contratação. Isso ajuda, porque quando vaza o nome de alguém em quem o clube está interessado o preço já sobe, e desperta a atenção de outros times também”, disse o técnico, finalista do Campeonato Carioca com o Fogão, em entrevista ao Sportv.

Um dos fatores que atrapalhou a negociação do São Paulo com Sabella, vice-campeão da Copa do Mundo de 2014 com a Argentina, foi o fato de que as tratativas entre clube e treinador eram de pleno conhecimento da mídia. Considerando a proposta da equipe do Morumbi, o treinador esperava por possíveis ofertas da Europa, inclusive do Manchester City-ING, para dar sua resposta. Ao passo que o presidente tricolor, Carlos Miguel Aidar, e o vice de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, informavam a situação passo a passo à mídia, o técnico chegou a ficar incomodado com a exposição antes do fim da espera são-paulina, na semana passada.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

René Simões (E) trabalhou com Milton Cruz no São Paulo em 2012, quando dirigiu as categorias de base

Com Sabella descartado, o São Paulo foi obrigado a voltar a considerar outros nomes para o comando técnico da equipe. Vanderlei Luxemburgo, atualmente no Flamengo, é cotado, mas sua contratação é difícil por causa da boa relação do clube com a diretoria rubro-negra, que pretende seguir contando com Luxa. Outra opção seria o também argentino Jorge Sampaoli, atual comandante da seleção do Chile, mas, caso aceite o convite tricolor, ele só chegaria ao Morumbi depois da Copa América, que acaba apenas no dia 4 de julho. Enquanto o sucessor de Muricy não é escolhido, o interino Milton Cruz segue à frente da equipe, com respaldo da diretoria.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

6 comentários em “René Simões critica gestão: “O São Paulo está esquecendo sua grandeza”

    • Respeito sua opinião, mas pelo menos ele sabe da grandeza do SPFC enquanto que do monte de porcaria que lá estão, poucos ainda sabem.
      E certeza de que este sr. faria questão de mostrar a cada “craque” da grandeza do nosso querido Tricolor.

  1. Esse Rene Simoes é bom tb, o problema é ele sair do Botafogo que esta nas finais do carioca, e com o time embalado, mas foi uma pena ele ter saido do sao paulo mais uma prova da incompetencia administrativa de seu Aidar e cia.
    Nos levara a mais vexames em 2015, escrevam.

  2. Estamos copiando o esquema da incom ….P e T ….encia,
    que se instalou, no caso nessa republiqueta com o ditador jj,
    e agora esse traira, mostrou a que veio
    Ainda dizem que metade dos que votam na’o torcem pro nosso clube.
    Ou mudam e da’o poder de voto pro ST ou seremos o Juventus da vez.

    Rene Simo’es, esteve la dentro, e’ um Homem de respeito, viajado,
    compromissado com o esporte, e sabe do que fala, em todos os sentidos,
    na’o e’ mesmo um antaide da vida, nem adalberto e outros.
    ??? Cade nossos atletas ??? idolos dentro do gramado, com certeza teriam
    mais carater que essa travekada que se apoderou do P …. oder.
    Nem mesmo sa’o ouvidos, nem consultados, apenas ignorados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*