Recuperação de “decepcionado” Pato vira arma de Osorio contra críticas

Artilheiro do São Paulo em 2015 com 18 gols, Alexandre Pato foi reserva no domingo (20) na derrota para o Avaí na Ressacada. Juan Carlos Osorio, treinador do clube, usou-o como exemplo para se defender de críticas após a partida, explicando o descanso a ele e outros titulares fazia parte dos planos há mais de uma semana. O objetivo da medida é chegar com o elenco bem fisicamente para o jogo contra o Vasco da Copa do Brasil desta quarta-feira (23).

Suplente utilizado em Florianópolis, porém sem brilho, Pato afirmou após a partida que não sentia cansaço e que estava pronto para jogar, embora tivesse atuado mal contra a Chapecoense no meio de semana. A declaração gerou repercussão e chegou até o treinador, que minimizou o caso e elogiou seu comandado.

“Alexandre é um grande profissional. Tenho uma grande admiração por ele. Além de ser um grande jogador, sempre um grande profissional. Aqui o planejamento era preservar hoje seis ou sete dos jogadores que jogam com mais frequência, e Alexandre é um deles. Ele falou que estava à disposição, então o trouxe para cá”, declarou Osorio, dando uma justificativa para ter levado o atacante a Florianópolis.

Frequentemente elogiado pelo técnico, Pato declarou na última semana ter sentido um abatimento por não estar na convocação de Dunga para os dois primeiros jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias. O baque veio poucos dias depois do próprio atacante mostrar confiança na boa fase que vive. Após participação decisiva no confronto o Grêmio, pela 25ª rodada do Brasileirão, o atacante disse que não via ninguém melhor que ele no momento.

Dunga preteriu o são-paulino, chamando apenas os atacantes Lucas (PSG), Hulk (Zenit) e Roberto Firmino (Liverpool) para os jogos contra Chile e Venezuela, nos dias 8 e 13 de outubro. Osorio afirmou que seu jogador sentiu o baque, mas acredita que ele recuperará a boa forma.

“Se você, trabalhando pela empresa que trabalha, tem a possibilidade de ir para um cargo maior e não vai, sentiria o mesmo que Alexandre. Obviamente Alexandre é um ser humano como eu, você, todos. Creio que ele está um pouco abalado, chateado. Normal. Entendo essa situação, mas acho que ele vai superá-la e voltar a ser o jogador que conhecemos”, comentou Osorio, que já comparou Pato com Robben, Di María e Ribéry.

Pato estará entre os titulares no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Morumbi, às 22h (de Brasília) da quarta-feira.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*