Quem jogar bem agora tira Ganso do time. E Kardec ainda nem chegou…

Muricy Ramalho deu fortes indícios no treino de quinta e na entrevista coletiva de sexta-feira que o São Paulo que jogará na tarde deste sábado, às 18h30, contra o Coritiba, no Pacaembu, terá Paulo Henrique Ganso entre os reservas. O colombiano Dorlán Pabon, que treinou na ponta direita, tem tudo para jogar. Do outro lado, Osvaldo ganhou a vaga de Boschilia, também sacado. Enquanto mexe no tempo para tentar encontrar a formação ideal, Muricy ainda aguarda Alan Kardec, que competirá em todo o setor ofensivo. Para Ganso, espaço cada vez menor.

O treino de quarta-feira, no CT da Barra Funda, teve 12 jogadores no time titular. O setor ofensivo contou com Pabon, Ganso, Osvaldo, Alexandre Pato e Luis Fabiano. Ficou claro que um desses sairia até a definição do time para pegar o Coritiba. No dia seguinte, Ganso começou a atividade, com Pabon do lado de fora. Não demorou muito para que o colombiano trocasse coletes com o camisa 10. Pabon jogou entre os titulares na maior parte do treino. Na sexta-feira, só futevôlei, sem demonstrações em campo sobre o time, mas com a explicação de Muricy.

“O que muda é que a gente joga mais pelos lados do campo. Vamos enfrentar um time que joga muito fechado e tem de abrir pelas pontas. É um time que se fecha muito e você insistir por dentro é complicado. Eles marcam muito bem”, falou o técnico. Pabon abre pelas pontas. Ganso insiste por dentro. É complicado. Ele mesmo diz.

Durante o Paulistão, Ganso também teve suas oscilações. Chegou a ser sacado antes mesmo da entrada de Pato no time – o ex-corintiano não jogou o estadual pelo São Paulo. Depois, retomou a vaga e, desde a entrada de Pato, tenta se encontrar atuando pelas laterais do campo, um vez que foi sacado do centro do meio de campo para proporcionar o 4-4-2 com dois atacantes, à frente de duas linhas de quatro jogadores.

Ao redor dessa briga pela titularidade no ataque são-paulino está a chegada de Alan Kardec. O jogador que será vendido pelo Benfica é centroavante, mas Muricy disse nessa sexta-feira que ele poderá jogar também como segundo atacante ou até pelas pontas. Se a concorrência de Ganso atualmente já dá trabalho para o meia, será ainda mais disputada a partir do dia 14 de julho, quando Kardec poderá estrear pelo São Paulo.

Ganso custou ao São Paulo R$ 17 milhões em setembro de 2012. A DIS, do grupo Sonda, colocou R$ 7 milhões para completar a transferência e tirá-lo do Santos, cedendo 32% dos direitos econômicos do meia ao clube do Morumbi. Ganso teve dificuldades para entrar no time enquanto Ney Franco foi o treinador, começou a subir de produção com Paulo Autuori e viveu seu melhor momento no São Paulo durante a campanha que salvou o time do rebaixamento no Brasileirão do ano passado, após a chegada de Muricy Ramalho.

A partida deste sábado acontece no Pacaembu porque o Morumbi está alugado para o show da banda britânica One Direction.

 

Fonte: Uol

2 comentários em “Quem jogar bem agora tira Ganso do time. E Kardec ainda nem chegou…

  1. Esse cara que escreveu essa notícia com certeza é cúrintiano. Está se aproveitando de mais uma burrice feita por essa anta do Murici para desmoralizar nosso melhor jogador. Com certeza esse torcedor disfarçado de repórter gostaria que o Ganso fosse se recuperar no Cúrintias… E se depender do imbecil do nosso técnico, é capaz disso acontecer mesmo…

    • É verdade, é muita burrice analisar que o adversário fecha o meio e preparar o time para evitar isso e jogar pelas pontas. Inteligência seria jogar pelo meio e ficar preso na marcação do Coritiba.
      Seria bom o Aidar ler esses tipos de comentários aqui, ele está perdendo a chance de contratar grandes treinadores para o tricolor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*