Qual o tamanho do buraco em que o SP pode cair se não bater o Trujillanos?

Na pior campanha de sua história na Copa Libertadores, o São Paulo precisa vencer o Trujillanos nesta terça-feira (5), no Morumbi, às 21h45, para aumentar as chances de se classificar às oitavas de final do torneio. Com apenas dois pontos conquistados em três jogos, o clube paulista ocupa a terceira colocação do Grupo 1 e estará muito perto da eliminação precoce caso não vença os venezuelanos.

Se o São Paulo não vencer e ficar apenas com três pontos, por exemplo, dará margem para que The Strongest e River Plate ampliem a distância. Os dois outros times do grupo se enfrentam nesta quarta-feira, na Argentina, e se o time da casa ganhar chegará à liderança com oito pontos. Se os bolivianos, atuais líderes, vencerem, chegarão a 10 pontos e já estarão classificados se houver empate no Morumbi. Se os times empatarem no Monumental de Núñez, o River terá seis pontos e o Strongest ficará com nove.

Ou seja, se o São Paulo não vencer nesta terça-feira, precisará torcer por uma vitória boliviana na Argentina. Caso contrário, estará obrigado a vencer necessariamente os dois últimos jogos da fase de grupos, contra o River Plate, no Morumbi, e contra o Strongest, na altitude de La Paz – e nem assim, nesse cenário, a classificação do São Paulo às oitavas de final estaria garantida.

No planejamento interno, o clube trata o jogo desta terça-feira como uma decisão porque sabe que tem chances mínimas de vencer o Strongest em La Paz, na última rodada. Historicamente, o jogo contra o clube boliviano é um dos mais difíceis da Libertadores. Nos últimos quatro anos o Strongest teve 86% de aproveitamento dos pontos em casa – o número se torna expressivo ao ser comparado com o desempenho histórico do São Paulo, tricampeão do torneio, no Morumbi: 81% dos pontos.

Se vencer nesta terça-feira, o São Paulo chegará a cinco pontos e necessariamente irá reduzir ao fim da rodada a distância para River Plate e Strongest, uma vez que os dois se enfrentam na quarta-feira.

O técnico Edgardo Bauza definiu o São Paulo com novidades para o jogo decisivo no treino da última segunda-feira. O argentino barrou o volante Thiago Mendes, destaque da equipe em 2015, e testou o time titular com João Schmidt. Além dele, Kelvin ocupou a vaga de Daniel. O time do São Paulo deverá entrar em campo no Morumbi com: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson e João Schmidt; Kelvin, Ganso e Michel Bastos; Calleri.

O zagueiro uruguaio Diego Lugano segue fora após ter apresentado quadro de lombaldia, nem treinou na segunda-feira e não será relacionado para a partida. Além dele, seguem fora o goleiro Renan Ribeiro, o zagueiro Breno, o lateral Carlinhos e o atacante Rogério.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Qual o tamanho do buraco em que o SP pode cair se não bater o Trujillanos?

  1. é ganhar ou ganhar, nao sera um jogo facil ate pelo que o sao paulo vem apresentando, futebol retranqueiro, burrocratico, e pela escalacao do Paton nao sei nao, pode ser que um milagre aconteça nesse jogo, tudo de certo, jogadores jogarem bem , fazerem os gols, quer dizer acertar o gol ai quem sabe passamos, mas mesmo assim ainda que ganhemos ainda estaremos em serios apuros pq esse time é o saco de pancada do grupo e nos já perdemos pontos para eles, e teremos os 2 jogos mais dificeis.
    Nao sei nao, que os Deus do futebol nos ajude.
    Hoje meu placar muito mas muitooooo otimista, Sao Paulo 1X0Trujillanos, meu placar realista SP 1x1Trujillanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*