Presidente elogia Robinho por ‘facilitar’ e vê Santos e São Paulo pioneiros

Duas estrelas do futebol internacional com passagens recentes por Milan (Itália) e Real Madrid (Espanha) disputarão o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil de 2014: Robinho pelo Santos e Kaká pelo São Paulo. Presidente do Peixe, Odílio Rodrigues apresentou o Rei do Drible no fim da tarde desta quinta-feira e afirmou que os dois rivais paulistas são pioneiros no processo de reestruturação do futebol brasileiro após o fracasso na Copa do Mundo deste ano.

– O Santos participa de uma maneira bem consciente da obrigação dos clubes de retomarmos a qualidade do futebol brasileiro trazendo jogadores do nível do Robinho, como o corimão de São Paulo trouxe o Kaká. Precisamos que o futebol brasileiro traga os artistas para qualificar os nossos campeonatos. Em nome de toda a nação santista: seja muito feliz na sua casa, que essa seja sua residência definitiva, que você nos dê alegrias dando assistências, fazendo gols, sendo uma referência e participando de conquistas, que serão mais fáceis – afirmou Odílio, se dirigindo ao novo reforço santista.

Robinho tem contrato por mais dois anos com o Milan e assinou com o Santos por empréstimo até o meio de 2015. Já Kaká foi cedido pelo Milan ao Orlando City, dos Estados Unidos. Como o clube norte-americano só inicia suas atividades no ano que vem, decidiu emprestá-lo ao São Paulo até o fim desta temporada. O Orlando City também tentou contratar Robinho, mas não chegou aos valores exigidos pelos italianos. O time norte-americano pode fazer outra investida no fim de 2014.

Para o Santos, as negociações com Robinho não foram fáceis. A pedida salarial inicial era de R$ 800 mil, e o jogador aceitou reduzir os valores até cerca de R$ 500 mil para fechar. Durante a apresentação do ídolo, Odílio Rodrigues elogiou Robinho por “facilitar” as conversas.

– Houve uma readequação, houve esforço do Santos e um entendimento do Robinho que queria voltar. Aproveito até para falar que li esses dias sobre valores e exigências que não são verdadeiras, não são realidade. O Santos está muito feliz com o contrato que fez, com responsabilidade, sabendo acima de tudo o que ele representa à nossa torcida, o que abre de opotunidades. Pela referência que pode ser aos jovens do plantel e pela qualidade que pode acrescentar – disse o mandatário máximo do Peixe, antes de comentar os detalhes da negociação.

– Todos acompanham que estamos tentando trazer o Robinho pelo ídolo que ele já é há algumas temporadas. E o Comitê de Gestão sempre atua com muita responsabilidade. Então, quando cogitávamos, tinhamos limites por conta de suas virtudes e a qualidade do patamar europeu que dificulta competir. Ele tinha propostas de outros clubes, do Brasil e de fora do Brasil, mas o que fez dar certo foi o desejo que ele sempre demonstrou de voltar para o Santos e do Comitê de trazê-lo de volta.

Fone: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*