Presidente do São Paulo nega dever salários a Muricy, mas técnico se cala

Neste fim de semana, a revista Veja publicou que o São Paulo estaria devendo três meses de salário para o técnico Muricy Ramalho. Antes do clássico deste domingo contra o Santos, vencido pelo Tricolor por 2 a 1, o presidente Carlos Miguel Aidar chamou a informação de “maldosa” e pediu para a imprensa perguntar sobre o assunto para Muricy Ramalho. A reportagem doLANCE!Net falou com o diretor financeiro, Osvaldo Vieira, que negou prontamente a informação.

O técnico foi cercado por jornalistas de emissoras de rádio e televisão antes do triunfo sobre o Peixe, mas se limitou a dizer que não fala sobre seus vencimentos. Na entrevista coletiva após o San-São, mais uma vez o possível atraso nos salários foi colocado em pauta sem sucesso.

– Vou falar o que falei na beira do campo. não discuto meu salário – disparou o comandante.

Perguntado se evita falar sobre os vencimentos devido aos altos valores envolvidos, Muricy mais uma vez foi direto na resposta.

– Muito dinheiro? Muito dinheiro depende do que você faz. às vezes você faz tanto que sai barato. E tem o contrário também – afirmou.

No mês passado, o São Paulo já havia visto outra informação sobre salários atrasados, mas para jogadores. Na ocasião, Carlos Miguel Aidar assegurou que o clube apenas cometeu o erro no pagamento de direitos de imagem de um atleta do elenco.

O problema foi resolvido rapidamente, mas a crise financeira já não é abafada no Morumbi. Em reuniões do Conselho Deliberativo, o presidente abriu o jogo e alertou para a possibilidade de fechar o ano no vermelho se não vendesse até três jogadores.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*