Presidente do Botafogo revela penhora das cotas de TV

“Os quatro grandes do Rio e de São Paulo tiveram todas as rendas de TV penhoradas por conta de dívidas com a Receita Federal”. A afirmação é do presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, neste sábado, em evento festivo, no Engenhão. O dirigente reclama do órgão subordinado ao Ministério da Fazenda e pede para que a penhora não seja de 100%, o que impossibilitará a saúde financeira dos clubes em 2013.

“Está muito difícil. Os quatro grandes do Rio e de São Paulo tiveram todas as rendas de TV penhoradas por conta de dívidas com a Receita Federal. Não digo que não devemos pagar, mas é preciso fazer um acordo como existe com o TRT [Tribunal Regional do Trabalho], que, através do Ato, recolhe 20% de qualquer renda. A Receita tem de rever isso, os clubes se tornarão inviáveis no ano que vem”, reclamou àRádio Globo.

O presidente alvinegro afirma que o Botafogo tentará criar formas criativas para manter seus compromissos em dia, mas diz que não vê muitas saídas sem um acordo com a Receita Federal. Segundo Assumpção, as dificuldades já estão sendo vistas nos demais clubes do Rio de Janeiro e citou, principalmente o Vasco, como exemplo.

“Nosso departamento jurídico, com um escritório terceirizado, que presta serviço para os quatro grandes do Rio, está vendo o que fazer. Mas não estamos ganhando. Está difícil. Vocês estão vendo o sofrimento do Vasco, o Peter [Siemsen, presidente do Fluminense] já declarou isso e o pessoal do Flamengo [novo presidente, Eduardo Bandeira de Mello] vai levar um susto quando chegar. Da parte do Botafogo, estou lidando com a realidade”, lamentou.

Caso um acordo não seja feito, o Botafogo poderá viver nova realidade na próxima temporada. Em 2012, o Alvinegro teve pequenos atrasos nos salários, mas nada que tirasse o sono dos atletas. Situação completamente diferente da vivida pelo Vasco, por exemplo, que está com três meses de salários atrasados.

Fonte: Uol

Um comentário em “Presidente do Botafogo revela penhora das cotas de TV

  1. Já passou da hora de essa palhaçada dos clubes acabar. Sonegam tributos como se fosse algo natural e depois reclamam do rigor da Fazenda. Já deram muitas chances para os clubes se acertarem. Como pode o cara contratar um Seedorf e depois vir pedir parcelamento?
    Espero que o São Paulo não esteja na mesma situação. Seria muita irresponsabilidade. Contrata o Ganso por $20 mi e não paga as contas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*