Porto ‘esfria’ plano de troca do São Paulo e quer dinheiro para liberar Maicon

Mais do que reforçar o elenco para o Campeonato Brasileiro, algo que já foi solicitado pelo técnico Edgardo Bauza, o São Paulo também busca manter os nomes que estão emprestados. A prioridade no momento é Maicon. O zagueiro tem contrato até o dia 30 de junho e pode retornar ao Porto. Apesar dos esforços do clube do Morumbi e do interesse português em vender o atleta, a negociação não avança com a velocidade necessária.

O ESPN.com.br apurou que os europeus desejam liberar o defensor em definitivo, mas não se animaram com a proposta de troca dos paulistas e querem dinheiro para liberar a permanência no Brasil. Inicialmente, a pedida era de aproximadamente 15 milhões de euros (mais de R$ 60 milhões), preço fora da realidade do futebol brasileiro. Sem grana no caixa para contratações de peso, o time tricolor buscou envolver jogadores do elenco na negociação. O zagueiro Lucão e Inácio foram nomes sugeridos. No entanto, os portugueses não se empolgaram e miraram Lyanco, mas o São Paulo não pretende abrir mão do jovem de 19 anos. O garoto é visto como promissor na Europa.

Uma forma “simples” de encerrar o entrave seria o São Paulo oferecer Lyanco – o mais desejado pelos portugueses – e consequentemente diminuir o valor a ser pago por Maicon. Só que a situação dos cofres do Morumbi afasta a possibilidade neste momento.

A exigência por dinheiro é para que o Porto consiga equilibrar o orçamento. Assim, o plano é valorizar Maicon ao máximo para conseguir uma boa quantia em troca, principalmente se aparecer algum interessado no mercado europeu. No fim de abril, o presidente do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa, chegou a dizer que o defensor será recebido de braços abertos em Portugal. A declaração é vista no país europeu como uma forma de “pressionar” o time tricolor a investir dinheiro.

O plano estudado pelo São Paulo “esfriou” ainda mais na Europa com a proximidade da final da Taça de Portugal. No dia 22 de maio, o Porto encara o Braga na decisão e está completamente voltado para a chance de conquistar o troféu, evitando até mesmo discutir futuras negociações. Vale lembrar que o clube vive uma seca de títulos – o último foi a Supertaça Cândido de Oliveira, em 2013. Os são-paulinos admitem que ainda não há avanço na situação ou qualquer novo contato oficial.

Além do curto tempo de contrato, Maicon é visto como uma prioridade no Morumbi pela liderança e autoridade que atingiu em campo. Titular de Edgardo Bauza na defesa, o jogador rapidamente conquistou a torcida e virou um dos símbolos da reação que o clube tem apresentado desde o começo do ano, principalmente na Copa Libertadores. O atleta já manifestou o desejo de permanecer.

O São Paulo também fala com o Porto sobre a permanência do emprestado Kelvin. Mas a negociação é “mais lenta”, já que o vínculo vai até o fim desta temporada.

 

Fonte: ESPN

4 comentários em “Porto ‘esfria’ plano de troca do São Paulo e quer dinheiro para liberar Maicon

  1. Não é bom negócio ceder o Lyanco mesmo não, é jovem e ao jogar numa seleção européia tem bastante visibilidade. No máximo o Lucão e ainda voltando um troco (na minha opinião o Lucão é muito bom jogador e vai crescer muito).

  2. Oferecer o Lyanco e mais uma parte em dinheiro? Imagine! Os portugueses é que teriam que pagar uma parte em euros para realizar esse negócio. É só deixarem o garoto estrear no centro da zaga e ele vai mostrar que é muito mais jogador que o Maicon que, aliás, os portugueses vão pedir para que o SP continue com ele porque não tem mercado na Europa e não lhes interessa mais como jogador deles. Eles estão é aproveitando a “boa fase” do Maicon parar fazer pressão sobre o SP, principalmente no caso do SP passar para as finais da Libertadores. A diretoria precisa ter frieza para negociar que vai conseguir que ele continue de graça ou em troca do Lucão, para os portugueses correrem o risco de ganhar dinheiro com ele…

  3. Tenho certeza que a diretoria do SPFC espera vender o Rodrigo Caio após C. América/Olimpíadas. Afinal, a venda dele salvaria nossos cofres.
    Se perdermos o Maicon também, com certeza os zagueiros restantes não darão conta do recado.
    Ao mesmo tempo, penso ser complicadíssima a troca Maicon-Lyanco. Há tantos prós e contras que não consigo chegar a conclusão alguma.

  4. Para o campeonato brasileiro pelo valor pedido certamente não teremos o Maicon, que pena, vamos contar com o Lugano , Lyanco, Lucão, Rodrigo Caio, e os zagueiros do sub-20 ex. Maidana, para um campeonato longo e pouco e temos ainda um compromisso muito importante em dezembro a decisão do título mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.