Por reforço, São Paulo “atropelou” Palmeiras e Goiás, e deve se dar bem

O São Paulo pode fechar, ainda nesta sexta-feira, a contratação do meia Thiago Mendes, do Goiás. O clube do Morumbi disputa o reforço com o rival Palmeiras, e deve levar a melhor: está mais próximo de um acerto. Pesou na situação a estratégia adotada nas negociações.

Enquanto o Palmeiras se acertava com o Goiás – oferecia cerca de 1,8 milhões de euros – o São Paulo já se aproximava diretamente do jogador e de seus representantes. Neste intervalo, as conversas avançaram bastante.

A atitude, no começo, incomodou a direção do clube goiano, que chegou a negar o interesse são paulino, que conversava com investidores, e a reconhecer a existência de uma proposta alviverde.

Após acertar as bases de um acordo com o meia, o São Paulo formalizou ao Goiás sua oferta, de mesmo valor da do rival. Ela foi aceita. Quando o Palmeiras foi conversar com o atleta, porém, encontrou negociações bastante avançadas com a direção tricolor.

Enquanto obtia junto ao Goiás a autorização para conversar com o atleta, o alviverde acabou largando atrás nas conversas: ao seguir o protocolo tradicional, acabou aproximando seu alvo do rival.

O futuro clube de Thiago Mendes irá desembolsar cerca de R$ 6 milhões por 40% dos direitos econômicos do jogador. Essa fatia pertence ao Goiás; outros 40% à empresa Luppi Participações; os 20% restantes pertencem a outro investidor.

A disputa é mais um capítulo da rusga entre Carlos Miguel Aidar e Paulo Nobre, presidentes dos dois clubes.  O São Paulo irritou o rival ao contratar Alan Kardec no meio do ano, dando início a uma intensa troca de farpas, que culminou em corte de relações.

Em 2015, outro palmeirense, o volante Wesley, também irá pra o Morumbi. Em contrapartida, o Palmeiras tenta a contratação do lateral esquerdo Alvaro Pereira.

 

fonte: Uol

5 comentários em “Por reforço, São Paulo “atropelou” Palmeiras e Goiás, e deve se dar bem

  1. Paulo, o Robinho ta saindo do Santos, eu acho que seria um ótimo reforço para o SP, pelo menos com um contrato até o fim do ano.

    Nunca foi cogitado seu nome entre os dirigentes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.