Por receio de lançar jovem, São Paulo pode ter volante como lateral

A expulsão do lateral direito Douglas e o terceiro cartão amarelo recebido por Paulo Miranda, zagueiro que vinha sendo improvisado pelo lado em alguns jogos, abriu lacuna no São Paulo para a partida deste sábado, diante da Portuguesa.

O único jogador de ofício no elenco é Lucas Farias, de 18 anos e que ainda não estreou como profissional. A comissão técnica tem tido muito cuidado para lançá-lo no momento ideal, a fim de que ele não seja queimado em meio a fases ruins, como a atual, sem vitória há quatro jogos.

A solução para o setor deve, portanto, ser de novo improvisar. O técnico Ney Franco tem pelo menos três opções: os volantes Wellington e Rodrigo Caio, os mais cotados, e o zagueiro João Filipe, que também já atuou como lateral, mas não foi bem.

“Jogo até de goleiro, mas só não dá para jogar no gol porque o ‘patrão’ (Rogério Ceni) é o número um. Se precisar, posso jogar na lateral sem problema”, avisou Wellington, que voltou a ser titular na derrota de quarta-feira para o Atlético-MG, após longa recuperação de cirurgia no joelho direito.

“Faltou agredir os caras, faltou mais objetivo na frente, mas agora vamos trabalhar e pensar no jogo da Portuguesa. Temos que sair com os três pontos no Morumbi”, avaliou o camisa 5, a respeito do revés por 1 a 0, em Belo Horizonte, que deixou o São Paulo seis pontos abaixo da faixa de classificação para a Copa Libertadores.

Wellington é cotado para jogar na lateral pelo fato de, diante da Portuguesa, o também volante Denilson voltar de suspensão, podendo atuar ao lado de Casemiro. Caso contrário, os três devem disputar as duas primeiras vagas do meio-campo.

Com 36 pontos ganhos, o time tricolor ocupa a sexta colocação do Campeonato Brasileiro. O duelo no Morumbi será às 18h30 (de Brasília).á às 18h30 (de Brasília).

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*