Por altos valores e condição física, Aidar não conta com volta de Lugano

Se a torcida do São Paulo se encheu de esperança quando soube da dispensa de Diego Lugano do modesto West Bromwich (ING), o presidente Carlos Miguel Aidar tratou de esfriar tais desejos neste sábado. Procurado pela reportagem do LANCE!Net, o mandatário tricolor afirmou que a contratação do ídolo uruguaio está fora de cogitação no momento devido aos altos valores recebidos e pela condição física do zagueiro.

– Em primeiro lugar, o que peço é que todos tenham os pés no chão. Ele foi dispensado de um time pequeno da Inglaterra, então temos que analisar as condições atléticas dele e o motivo da dispensa. Além disso, 900 mil euros (na verdade, Lugano recebia cerca de 300 mil euros, equivalente a R$ 900 mil) por mês é um salário fora da realidade, não existe isso para o São Paulo. É algo impraticável, não posso iludir os torecdores – declarou.

Aidar não esconde a admiração por Lugano e a vontade de repatriá-lo, mas garante que não deixará o lado torcedor se impor sobre o lado administrador, ainda que isso provoque insatisfação da torcida. O presidente também aproveitou para negar qualquer conversa com o técnico Muricy Ramalho sobre a volta do uruguaio.

– É claro que eu gostaria que o Lugano voltasse ao Morumbi. Sempre senti um orgulho enorme de vê-lo com nossa camisa conquistando as coisas que conquistou. Por mim voltariam todos os uruguaios que sempre mostraram raça no São Paulo, como Dario Pereyra, Pablo Forlán, só que não é assim. Temos que lembrar que oito anos se passaram e ele não é o mesmo. Talvez seja bom para os dois lados (que a volta não aconteça) – ressaltou.

Contratado em 2003 pelo São Paulo, Diego Lugano demorou a se firmar como titular, mas não para se tornar ídolo da torcida. Em três anos de clube, levantou as taças do Campeonato Paulista, da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes. A despedida do Tricolor aconteceu na traumática final da Libertadores de 2006, vencida pelo Internacional. Na Europa, atuou por Fenerbahçe (TUR), Paris Saint-Germain (FRA), Málaga (ESP) e West Bromwich (ING). Mesmo sem clube, deve ser o capitão da seleção uruguaia na Copa do Mundo.


Fonte: Lance

2 comentários em “Por altos valores e condição física, Aidar não conta com volta de Lugano

  1. Pelo menos neste quesito fico com Aidar: a volta do Lugano ao SP pode ser até pior para o jogador, que não deve estar jogando nada, caso contrário o West não o deixaria sair de graça. Se voltasse, invariavelmente, teria suas atuações comparadas às de quando foi extremamente vitorioso com a camisa são-paulina, o que poderia levar à perda de sua condição de ídolo da torcida tricolor: esta, uma condição histórica, superior à qualquer beneficio proporcionado por uma continuidade de final de carreira.

    • Por muito menos queriam a cabeça do Rogério Ceni. Mesmo ele fazendo defesas incríveis, queriam que ele se aposentasse por causa de alguns erros e pênalti perdido.
      Imagina o que a torcida do São Paulo, que não tem um pingo de paciência com nada, vai fazer com o Lugano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*