Ponte Preta recusa novamente proposta do São Paulo por Cicinho

A proposta que o São Paulo fez na última sexta-feira por Cicinho foi recusada pela Ponte Preta nesta segunda. O clube de Campinas considerou os valores baixos e já comunicou ao Tricolor que, nas atuais condições, não há negócio. Foi a segunda vez que a Macaca negou os valores oferecidos.

Como a multa rescisória é de R$ 10 milhões, o São Paulo colocou à disposição os atletas que foram afastados depois da eliminação na Libertadores. A Macaca só se interessou por Cañete. O Tricolor ofereceu então o argentino e mais R$ 3 milhões por 70% dos direitos econômicos.

A Ponte Preta, que já havia dito que não abria mão de receber a multa, considerou o valor muito baixo. Após negar a oferta são-paulina, a diretoria do time de Campinas pediu R$ 7 milhões, além de Cañete, por 90% dos direitos. Valor que o Tricolor não está disposto a pagar.

Cicinho é dono de 10% de seus direitos federativos, enquanto o restante pertence à Macaca. A ideia são-paulina era adquirir 70% e deixar 20% com a Ponte Preta.

O lateral-direito tem 24 anos e contrato com o clube de Campinas até 2015. Ele ficou balançado com a proposta são-paulina e manifestou publicamente o desejo de jogar no Tricolor, após o título do Troféu do Interior, conquistado no último sábado. A vontade de Cicinho é uma das armas do São Paulo na negociação.

Fonte: Lance

Nota do PP: A Ponte está delirando com este valor. Tudo para o São Paulo é mais caro, pois é o clube que tem dinheiro. Nesse caso, se não houver a contratação, não podemos criticar a diretoria. Ao contrário, será alvo de críticas se pagar esse valor pretendido pela Ponte.

Um comentário em “Ponte Preta recusa novamente proposta do São Paulo por Cicinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*