Paulo Miranda reitera aspecto de Ney Franco por alternar o esquema tático

Ainda atrás do esquema ideal para o São Paulo, o técnico Ney Franco tem provado o conhecimento para dosar o modelo tático implantado nos jogos. Alternando o 4-4-2 e o 3-5-2, o treinador surpreende os adversários e dá uma nova dinâmica para a equipe. No clássico diante do Santos, o comandante optou por colocar uma linha de três, com Paulo Miranda pela direita. O beque, aliás, tentou explicar o ponto de vista de Ney.

– O professor vai estudando a melhor forma para a gente jogar – declarou.

Após uma derrota e um empate (Bahia e Internacinal, respectivamente, nos últimos jogos) no esquema com quatro defensores, os jogadores do Tricolor acreditam que a equipe deveria ter saído com a vitória no clássico.

– Correto não foi (sobre o placar de 0 a 0), até porque o nosso time teve bastantes chances de gol e não concluímos – completou Paulo Miranda.

Um atleta que não deve ter ficado satisfeito é o meia Cícero. Cotado para substituir o suspenso Maicon, o jogador foi preterido e entrou já nos minutos finais, cometendo falta e levando um cartão amarelo. Após a partida, o jogador ironizou o pouco tempo em campo, aferindo que só teve tempo de ser advertido.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*