Pato pede para não sair mais do time e diz não se importar com Jadson

Alexandre Pato foi o destaque do São Paulo na vitória por 4 a 0 sobre o Danubio, na noite desta quarta-feira, com dois gols marcados no Morumbi. Após terminar a última temporada em baixa, o atacante emprestado pelo Corinthians acredita que não voltará a ter uma queda de rendimento se ganhar um voto de confiança do técnico Muricy Ramalho.

“Os gols acontecem naturalmente com o trabalho que a gente vem fazendo. Era isso o que eu precisava: sequência. Quando você joga e não sabe quando volta… É difícil entrar no decorrer dos jogos. A sequência que eu queria está acontecendo agora, como foi até sofrer a lesão no ano passado, então estou muito feliz”, comentou, ao SporTV.

Apesar do seu discurso, Pato sabe que a concorrência é grande por um lugar no ataque titular são-paulino. Só com boas atuações – como a deste meio de semana – ele conseguirá se manter ao lado de Luis Fabiano. “Vai depender do professor, mas não quero ficar no banco. Tenho que jogar, colher os frutos do ano passado. O meu momento é agora”, argumentou.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Impedido de jogar contra o Corinthians, Pato estreou na Libertadores de 2015 com dois gols no Morumbi

O “momento” de Pato não poderia ter sido na primeira rodada do grupo 2 da Copa Libertadores da América porque o confronto era com o Corinthians. Ele continua impedido de enfrentar o seu ex-clube em função de um acordo contratual.

Sem Pato, o São Paulo foi dominado pelo rival em Itaquera e sofreu com uma boa atuação de Jadson, justamente o jogador envolvido na sua troca com o Corinthians. O meia também estava desacreditado no final da temporada passada, porém recuperou projeção a ponto de receber – e rechaçar – uma proposta bastante rentável do futebol chinês.

“Não sei quem está indo melhor porque sou diferente do Jadson. Ele atua na meia. Eu, no ataque. O que ele faz lá não me importa”, rebateu Pato. “Procuro fazer o meu trabalho no São Paulo. Vim para cá, confiaram em mim, e tenho que mostrar o meu valor”, acrescentou.

Para continuar a provar que foi uma aposta acertada do São Paulo, o atacante já se acostumou com a constante pressão de Muricy. “Mas a principal cobrança vem de mim, nos treinos, em casa. É claro que isso existe também por parte do treinador, dos colegas e da torcida, o que é essencial, mas a mais importante acontece comigo mesmo. Não gosto de errar. Sei que não dá para acertar sempre, mas, com gols, tenho mais é que comemorar. O grupo inteiro merece”, sorriu o são-paulino Alexandre Pato.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Pato pede para não sair mais do time e diz não se importar com Jadson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*