Palmeiras e São Paulo tentam encontrar caminho em duelo no Palestra

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, o Palestra Itália receberá Choque-Rei no qual os dois times tentam reencontrar seus rumos no Campeonato Brasileiro. O Palmeiras vem de derrota para o Grêmio na estreia do técnico Marcelo Oliveira, enquanto o São Paulo busca se recuperar do frustrante empate diante do Avaí, no Morumbi, que o fez perder a liderança.

O traçado do Verdão é mais longo. O clube anunciou 23 reforços na temporada, mas faz uma campanha decepcionante na competição nacional, somando apenas nove pontos em oito jogos. Iniciou a nona rodada a dois pontos da zona de rebaixamento. Já o Tricolor de Juan Carlos Osorio tem campanha estável, chegou a liderar, mas agora está a um ponto da primeira colocação.

Será o primeiro clássico dos dois treinadores. Recém-contratado, Marcelo Oliveira fará apenas sua segunda partida. Antes dela, levou o elenco para se concentrar em Atibaia durante a semana e crê no duelo deste domingo como um atalho para o time, enfim, embalar. “Clássico é sempre importante. É uma oportunidade excepcional de buscar um grande resultado, produzir bem, e buscar acumular pontos para sair da parte de baixo”, definiu.

Para o técnico adversário, que acumula duas vitórias e um empate desde que chegou, a primeira grande partida também traz motivação a mais. “É especial, porque jogamos contra um clube grande”, avaliou Osorio, ao ponderar que o clássico vale o mesmo que qualquer compromisso. “A rivalidade é mais especial ao torcedor, mas para mim são três pontos e a possibilidade de competir contra um grande clube, um grande elenco, um grande treinador”.

O elenco palmeirense, apesar de grande, tem nova baixa entre os jogadores titulares. Alecsandro sofreu lesão na coxa esquerda e ficará mais de um mês fora. Para sua vaga, pode entrar Leandro Pereira ou Zé Roberto, em uma formação mais solta no ataque. O técnico ainda cogita trocar Dudu por Gabriel Jesus, que voltou da Seleção Brasileira sub-20, e chegou a treinar com o volante Andrei Girotto na vaga de Gabriel.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Rivais voltam a se encontrar em 2015, de novo no Palestra Itália; no primeiro jogo, Palmeiras venceu por 3 a 0

A escalação é um mistério, mas a missão está bem clara. Sob o comando de Oswaldo de Oliveira, a equipe empolgou ao bater o São Paulo por 3 a 0, no Palestra Itália, pelo Estadual, e impôs convincente 2 a 0 em Itaquera, diante do Corinthians, no mês passado. A partir deste domingo, Marcelo Oliveira quer também transformar o Verdão em imbatível dentro de casa, onde o time só teve uma vitória, dois empates e uma derrota neste Brasileiro.

“Se pensamos em algo grande no torneio, jogando no nosso reduto, este clássico é uma oportunidade imensa de fazer algo que foi feito recentemente contra São Paulo e Corinthians. É a chance de retomar o caminho, mostrar que temos um elenco bom e que o trabalho pode dar certo”, apontou o treinador.

No São Paulo, há apenas um desfalque por lesão (o lateral esquerdo Reinaldo), já que o goleiro e capitão Rogério Ceni se recuperou de estiramento leve na coxa direita e retorna. Volta também o centroavante Luis Fabiano, depois de cumprir suspensão. A lista de relacionados têm sido menor, no entanto, em razão das vendas dos zagueiros Rodrigo Caio e Paulo Miranda e do volante Denilson.

A escalação tricolor não foi confirmada por Osorio, que está prestes a completar um mês de clube e tem por hábito fechar os principais treinos táticos. Até por isso, não está descartada a hipótese de o colombiano colocar em prática pela primeira vez o esquema 3-5-2 desde o início. Neste caso, os pontas virariam alas e abririam brecha para Alexandre Pato ser segundo atacante, na companhia de Luis Fabiano.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X SÃO PAULO

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 28 de junho de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel (Andrei Girotto) e Arouca; Dudu (Gabriel Jesus), Robinho e Rafael Marques; Leandro Pereira (Zé Roberto)
Técnico: Marcelo Oliveira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Dória e Carlinhos (Edson Silva); Hudson; Souza, Ganso, Michel Bastos e Thiago Mendes (Alexandre Pato); Luis Fabiano
Técnico: Juan Carlos Osorio

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.